20 curiosidades sobre David, a mais famosa escultura do mundo

20 curiosidades sobre David, a mais famosa escultura do mundo

A mais famosa escultura do mundo foi produzida por Michelangelo, mestre do renascimento. Foi criada a partir de uma única peça de mármore, tem 5 metros de altura e pesa 5,5 toneladas. Exatamente nesta semana, 500 anos após sua criação, a escultura volta as manchetes mundiais como um exemplo de vanguarda na inovação digital. Isso mesmo! Pesquisadores da Universidade de Florença criaram uma réplica exata da estátua para o Pavilhão da Itália na Expo 2020 Dubai.

Cerca de 25 milhões de pessoas poderão ver na exposição a réplica, feita com tecnologia de impressão 3D, usando o conceito de Digital Twins (gêmeo virtual idêntico ao original). Michelangelo demorou três anos de trabalho ininterrupto para esculpir David a partir do zero e, mesmo com a mais moderna tecnologia, a versão digital precisou de 120 dias para ser produzida mesmo tendo disponível o original para cópia. Realmente, impressionante.

Espero que as artes italianas possam viajar o mundo, promover o turismo e disseminar conhecimento pela Internet. Enquanto isso, na torcida de que o Brasil tenha em breve uma réplica, compartilho na coluna de hoje 20 curiosidades sobre essa obra, uma das mais belas e impressionantes do mundo:

1-Fama – A estátua de David é a mais famosa escultura do mundo. Retrata David após sua triunfante vitória sobre Golias de uma forma diferente do tradicional. Ao invés de representar David com a cabeça do gigante aos seus pés, como fazia na época Caravaggio e Donatello, a obra mostra um jovem em uma fase antes da batalha, pensativo e enigmático. A obra, que se tornou um símbolo de força e de beleza humana, foi produzida por Michelangelo.

2-Dimensões e limitações – A escultura tem 5 metros de altura e pesa 5,5 toneladas. Michelangelo exagerou o tamanho da mão direita de David. Dizem que é uma referência a um apelido bíblico de David, que significa “mão forte”. Os tornozelos estão fracos e podem ceder a qualquer momento por causa das dimensões da obra. Obviamente, os italianos estão monitorando essa questão, mas é um fato que a escultura já tem mais de 500 anos.

3-Encomenda – Em 1501, Michelangelo foi chamado para criar uma obra para adornar a Catedral de Florença. Mas, após sua conclusão, todos ficaram tão maravilhados com a beleza de David que decidiram dar outro destino para a escultura. Todos os membros do Conselho da Sacristia concordaram que David era perfeito demais para ser colocado na catedral. Sorte a nossa porque o projeto inicial de ter grandes estátuas nos nichos da catedral era bem estranho, para não dizer horroroso.

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

4-Um único bloco – David foi esculpido a partir de um único bloco de mármore carrara. Estudiosos dizem que a peça veio da pedreira de Fantiscritti, localizada no distrito de Miseglia em Carrara. O mármore era considerado frágil e de má qualidade. Estudos mostram que a peça já havia sido trabalhada inicialmente por outros escultores como Agostino di Duccio e Antonio Rossellino. Além deles, Donatello desistiu da pedra mais de quatro décadas antes de Michelangelo começar a esculpi-la. Quando Michelangelo conseguiu o mármore, teve que adaptar sua ideia para conseguir ajustar pois o mármore tinha limitações, era frágil, tinhas orifícios que interferiam na estética e mudanças de tonalidades bem estranhas que pareciam veias.

5-Sem um músculo – A estátua de Davi tem um músculo a menos nas costas. Na realidade, essa lacuna não foi um erro de Michelangelo, mas sim uma forma genial de resolver um defeito no bloco de mármore justamente nessa área. A solução que ele encontrou é quase imperceptível.

6-Detalhes e obstáculos – Até os dias de hoje é difícil imaginar a ginástica necessária para transformar aquele enorme bloco maciço de mármore em uma das esculturas mais belas do mundo. David está nu e segura uma tipoia sobre o ombro esquerdo e uma pedra na mão direita. Seu olhar transmite emoção, sua pose é imponente e suas mãos parecem que acabaram de se movimentar. Está apoiado na perna direita, tem a perna esquerda levemente dobrada e sua mão direita acompanha seu corpo, ao cair na altura da coxa. Sua mão esquerda mostra um movimento e seu rosto é pensativo e enigmático, parecendo desafiar o adversário. Toda a anatomia de David exprime tensão e apreensão, mas também ousadia. Suas veias chamam a atenção por estarem dilatadas, sua testa está franzida e o olhar é agressivo e sereno simultaneamente.

7-Em segredo – Michelangelo trabalhou na escultura em segredo, escondendo sua obra-prima até janeiro de 1504. Como trabalhava no pátio aberto, sob sol e chuva, teve que criar um método de trabalho diferente, a partir de um modelo de cera, submergido na água. Enquanto trabalhava, ele deixava o nível da água baixar, esculpindo o que conseguir ver.

8-Mestre renascentista – Pietà tornou Michelangelo famoso aos 26 anos. Concluiu a escultura mais famosa do mundo antes dos trinta anos. Depois dessa escultura, ele começou a trabalhar na Capela Sistina, outra grande obra-prima (leia minha coluna sobre este tema). Como era de costume quando ele iniciava uma obra, Michelangelo ficava absolutamente alucinado com suas produções a ponto de quase não dormir, não trocar de roupas e raramente tomar banho.

9-Detalhes – Michelangelo rompeu as convenções ao não incluir o temível inimigo do futuro rei em sua escultura. Em um afastamento ainda maior da tradição, os historiadores da arte acreditam que David retrata o lendário oprimido antes da grande batalha, em parte por causa da ansiedade que está claramente gravada em seu rosto.

10-Inspiração – Acredita-se que David foi inspirado em Hércules, um herói com laços profundos com a cidade de Florença e que apareceu no selo da cidade durante séculos. Dessa forma, David foi não só admirado pela beleza, mas aceito por todos os florentinos. Sua localização no meio da praça criou uma conexão ainda mais forte com a cidade e seus moradores.

11-Rumo à praça – Embora o mármore fosse originalmente parte de um projeto da Igreja Santa Maria del Fiore, não estava decidido na época se a estátua seria incluída na ornamentação da catedral. Na primavera de 1504, decidiu-se que a obra seria instalada na praça mais importante de Florença, bem na frente do Palazzo della Signoria (hoje chamado Palazzo Vecchio). Essa decisão foi tomada por um comitê formado pelos mais eminentes artistas de Florença da época: Leonardo da Vinci, Sandro Botticelli, Giuliano da Sangallo, Cosimo Rosselli, Piero di Cosimo, Filippino Lippi, Andrea della Robbia, Pietro Perugino. Só um parêntese: imaginem o quanto a Itália respirava arte na época, com mestres artísticos como esses.

12-Batalhão para a mudança – Mudar a estátua do estúdio de Michelangelo para o Palazzo Vecchio precisou do apoio de quarenta homens e demandou quatro dias de trabalho intenso, embora a distância fosse inferior a um quilômetro.

13-Folhinha para tapar a nudez- Em 1857, o Grão-Duque da Toscana presenteou a Rainha Vitória da Inglaterra com uma réplica da estátua de David. A rainha Vitória ficou tão surpresa com a nudez que pediu que a réplica a ser exposta no Victoria and Albert Museum, em Londres, tivesse uma folhinha sobre a genital estátua. Risos!

14-Stress- Em 1873, o governo italiano decidiu mover David para dentro da Galleria dell’Accademia di Firenze para protegê-lo de intempéries. No entanto, mesmo estando em um local fechado, a obra de mais de 500 anos agora está sofrendo de fraturas por estresse causadas pelas vibrações de milhões de turistas que visitam o local a cada ano. Juntos, esses turistas causam uma movimentação semelhante a um pequeno terremoto.

15-Existem 3 Davids – O original de Michelangelo está na Galleria dell’Accademia. Porém, existem duas réplicas com o mesmo tamanho localizadas na Piazza della Signoria, na frente do Palazzo Vecchio, e na Piazzale Michelangelo. Porém, existem um número incontável de cópias ao redor do mundo.

16-Canhoto ou destro – A escultura sugere que David é canhoto, porque segura um estilingue com essa mão, mas seu corpo demonstra que ele é destro. Esse é um enigma talvez causado pelas limitações da peça de mármore antes de ser esculpida.

17-Olhar defeituoso – Durantes séculos, quase ninguém percebeu a sutileza do olhar de David. Foram os especialistas da Universidade de Stanford que conseguiram mostrar com a ajuda de computadores que o olho esquerdo de David enxerga para a frente enquanto o olho direito está focado em algum ponto distante. Definitivamente, os americanos não entenderam que é justamente esse movimento que faz com que o olhar da escultura seja um dos mais enigmáticos e interessantes da história da arte. Além disso, dizem que o olhar propositalmente estava direcionado para Roma, longe dos conflitos políticos da época e que envolviam os Médicis.

18-Danos – A estátua foi apedrejada no ano de sua estreia e manifestantes rebeldes (e idiotas) arremessaram uma cadeira que quebrou o braço esquerdo da escultura em três pontos durante uma manifestação em 1527 contra a família Médici. Em 1991, o artista italiano Piero Cannata assinou com sangue seu nome na história ao martelar e quebrar o segundo dedo do pé esquerdo. Uma pena ter tantos idiotas no mundo. Por causa desses cidadãos, a visita está cada vez mais restrita e sem ingressos antecipados é impossível ver David.

19-Disputa pela propriedade – Os italianos discutem quem é o dono da obra: Florença ou a Itália. Mas, afinal, Florença não faz parte da Itália? Respondendo seriamente tudo é uma questão de dinheiro, pois o proprietário desse tesouro nacional recebe milhões ao ano com os turistas e com licenciamento da marca para réplicas e aplicação em cadernos, camisetas e demais materiais.

20-Visitação – A Galleria dell’Accademia é o museu mais famoso de Florença e o segundo mais visitado, logo depois da Galleria Uffizi. David é também um dos principais pontos turísticos de toda a Itália. Para conseguir entrar no local é necessário comprar ingressos com antecedência. Geralmente, compro um mês antes de ir ao local para conseguir dia e horário adequados. O local tem filas enormes e a pré-reserva é uma maneira de economizar um tempo precioso e garantir a visitação, uma vez que a quantidade de ingressos é bem restrita.

Para mim, David é a escultura mais impressionante que já vi. Fico impressionada com todos os detalhes obra e em saber que foi produzida a partir de uma única peça de mármore. Sem dúvida, é uma demonstração de que o impossível pode, sim, ser feito. Basta ter coragem. Como Michelangelo disse, ela é maravilhosa. Só falta falar. Parla! Se tiver uma boa história para compartilhar, aguardo contato pelo Instagram Keka Consiglio, Facebook ou Twitter.

Veja também
+ Sabrina Sato mostra corpo musculoso em clique na floresta
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago



Sobre o autor

Keka Consiglio é artista plástica, jornalista e empresária do setor de comunicação. Apaixonada por arte desde criança quando começou a estudar o tema, entregou-se de vez a esse universo ao fazer cursos e visitar museus e exposições, tanto no Brasil como no exterior. Desenvolve uma arte livre, criativa, repleta de cores e de elementos baseados em temas cotidianos, tendo a sustentabilidade presente em todo o seu processo de criação. Curiosa e motivada por desafios, vive e trabalha em São Paulo, produzindo suas coleções a partir de dois estúdios. Instagram: @keka_consiglio_artista. Site: www.kekaconsiglio.com.br


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.