Mundo

A duas semanas do primeiro turno das eleições na França, começa oficialmente a propaganda política

Emissoras de rádio e televisão são obrigadas a dar o mesmo tempo de exposição para os dez candidatos que concorrerão no primeiro turno, no dia 22 de abril

A duas semanas do primeiro turno das eleições na França, começa oficialmente a propaganda política

000_Par6996272.jpg

A duas semanas do primeiro turno das eleições presidenciais na França, começa nesta segunda-feira (9) no país oficialmente a propaganda eleitoral, que vai até o dia 21 de abril. As emissoras de rádio e televisão são obrigadas a dar o mesmo tempo de exposição para os dez candidatos que concorrerão no primeiro turno, no dia 22 de abril, independentemente da participação dos partidos no Parlamento.

Os principais candidatos à Presidência da França são o atual presidente Nicolas Sarkozy, que tenta a reeleição, o socialista François Hollande, a candidata da extrema direita, Marine Le Pen, o candidato dos partidos de centro, François Bayrou, e Jean-Luc Melanchon, da extrema esquerda.

Um grupo de 17 pessoas da agência pública que controla o setor do audiovisual vai monitorar as atividades das emissoras, verificando se respeitam a legislação eleitoral. A partir desta segunda, os eleitores conhecerão as produções elaboradas pelas equipes dos candidatos.

As produções serão veiculadas de acordo com a ordem determinada por sorteio nas mídias audiovisuais francesas. Os candidatos terão entre um minuto e dez segundos, no mínimo, e três minutos e 30 segundos.

Nas ruas, a propaganda também segue normas rigorosas estabelecidas pelo Código Eleitoral. Os candidatos só podem colar dois cartazes em cada um dos painéis espalhados nas cidades pelas prefeituras. O material deve ter exatamente o tamanho determinado pelas autoridades, precisa ser igual em todas as regiões do país e não pode ter as três cores da Bandeira Nacional (branco, vermelho e azul) ao mesmo tempo.

Os programas de televisão e rádio não terão confrontos direto entre os candidatos. Porém, especialistas apostam que no segundo turno será impossível evitar os confrontos entre os adversários políticos.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel