Mundo

Acidente com trem na Argentina deixa 49 mortos e 550 feridos

"Há pessoas com fraturas e ensanguentadas. Os feridos são muitos", declarou um passageiro

Acidente com trem na Argentina deixa 49 mortos e 550 feridos

000_Mvd6219626.jpg

O choque de um trem cheio de passageiros nesta quarta-feira em uma estação de Buenos Aires deixou um saldo de 49 de mortos e 550 feridos, informaram porta-vozes dos serviços de emergência e a Defesa Civil ao dar um novo balanço do ocorrido. O porta-voz da polícia, Néstor Rodríguez, confirmou o número de 49 mortos em uma coletiva de imprensa, enquanto o chefe dos serviços de emergência da cidade, Alberto Crescenti, afirmou que "temos 550 feridos e ainda há 30 pessoas presas" nos vagões.

O acidente ocorreu às 08H35 local (09H36 de Brasília) no terminal Once da capital argentina, quando o trem não freou ao entrar em uma plataforma da estação e se chocou contra a última barreira de contenção, segundo as autoridades. "Há pessoas com fraturas e ensanguentadas. Os feridos são muitos", declarou um passageiro, que se identificou apenas como Ezequiel e que viajava no segundo vagão, onde é autorizado o embarque com bicicletas. Socorristas trabalham há várias horas para resgatar as pessoas presas nas ferragens dos vagões.

"O comboio entrou na estação a uma velocidade de 20 quilômetros por hora" sem frear, por causas que ainda são investigadas, disse o secretário de Transporte do governo, Juan Pablo Schiavi, ao descrever o acidente. Cenas da tv local mostraram o resgate do maquinista, preso entre os ferros retorcidos da locomotiva, entre outros feridos que eram transportados em macas. "Senti o estalo do choque. Foi um barulho muito forte. O trem não freou. Vi gente machucada no colo, braços, pernas", informou à TV Pedro Fuentes, um dos passageiros.

A linha ferroviária urbana Sarmiento opera com intensidade em uma distância de até 70 km e transporta diariamente a cerca de meio milhão de pessoas. Mais de 20 ambulâncias do serviço de emergência foram incorporadas ao resgate e os feridos mais graves foram transportados em um helicóptero da polícia que aterrisou na praça Once, em frente a estação.

"Há pessoas com fraturas e ensanguentadas. Os feridos são muitos", declarou um passageiro, que se identificou apenas como Ezequiel. "O trem estava muito cheio. O impacto foi tremendo. Eu vinha num vagão em que se pode viajar com bicicleta. As pessoas estavam desesperadas para sair", contou Ezequiel. Myriam, outra passageira, contou à rádio Plata o que aconteceu: "estava com meus filhos de 6 e 4 anos. Em um piscar de olhos estávamos no chão. Nem sei como saímos".

A investigação do incidente foi aberta, mas Mónica Slotauer, responsável pela limpeza da linha Sarmiento, afirmou que "os freios falharam por causa da falta de investimento" nesta linha férrea. Os trens utilizados pela empresa são da década de 1960. O último acidente ferroviário ocorrido na Argentina aconteceu no dia 18 de dezembro, quando uma locomotiva se chocou contra um trem repleto de passageiros parado numa estação da periferia sul da capital, o acidente deixou 17 feridos. Em 13 de setembro de 2011, nove pessoas morreram e 212 ficaram feridas no choque de dois trens e um ônibus numa passagem de nível do bairro metropolitano de Flores, a oeste, em um dos episódios mais graves dos últimos anos.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel