Mundo

Romney vira alvo

Líder nas pesquisas na disputa pela candidatura republicana à Presidência dos EUA, ex-governador de Massachusetts passa a sofrer ataques dos colegas de partido

Romney vira alvo

chamada.jpg

À primeira vista, Mitt Romney, ex-governador de Massachusetts, só teria razões para comemorar. Desde o início do processo de escolha do candidato do Partido Republicano à Presidência dos Estados Unidos, ele se saiu bem nas duas primeiras prévias internas, disputadas neste mês nos Estados de Iowa e New Hampshire, e é favorito para conquistar a terceira na Carolina do Sul, no sábado 21.

Financeiramente, assiste às doações aos cofres de seus comitês se multiplicarem em um ritmo maior do que o dos adversários. Recebe também apoios de nomes importantes da legenda, como o do ex-governador de Utah, Jon Huntsman – que abandonou recentemente a lista de postulantes à corrida pela Casa Branca – e do senador John McCain, derrotado pelo democrata Barack Obama em 2008. Nas pesquisas de intenção de voto, lidera com folga o périplo pela vaga republicana. Todo este cenário de favoritismo, porém, o transformou em alvo preferencial dos outros quatro pré-candidatos. Na tentativa de desbancar o colega de partido, nos últimos dias eles – numa atitude pouco republicana – concentraram suas artilharias em Romney, deixando momentaneamente até o verdadeiro adversário, Obama, de lado.
Em todas as frentes, Romney sofre ataques. Como governador, é acusado de ter criado um sistema de seguro-saúde nos moldes do idealizado por Obama. Na vida profissional, teria amealhado fortuna gerindo um fundo de investimento especializado em reestruturar empresas que levou muitas delas à falência, cortando postos de trabalho.

Romney tem defendido sua trajetória “bem-sucedida” no setor privado para vender a ideia de que sua visão como empresário faz dele o melhor nome para derrotar Obama e recuperar a economia. Mas até sua declaração de imposto foi colocada em questão em um debate na segunda-feira 16, quando concorrentes como Newt Gingrich, Ron Paul, Rick Perry, que abandonou a disputa na quinta-feira 19, e Rick Santorum pediram que Romney a apresentasse por desconfiarem que, apesar de seu patrimônio milionário, ele recolha os tributos a percentuais bem abaixo da alíquota máxima do país. Recentemente, até o fato de ter maltratado o seu animal de estimação na década de 80, transportando-o em uma casinha no teto de seu carro, durante uma viagem ao Canadá, voltou à tona. Mitt Romney, no entanto, parece não se abalar. O republicano concentra suas energias contra quem espera enfrentar na luta pela Presidência da República: o democrata Barack Obama. Na última semana, Romney acusou o presidente dos EUA de tentar converter o país em um “Estado de bem-estar social europeu”.

img.jpg

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel