A semana

Cientista diz que homem viverá mil anos

Ele é biomédico, gerontologista e cientista-chefe na Califórnia da Fundação de Estratégias para a Senilitude Programada Desprezível. Ele é, acima de tudo, extremamente polêmico. Ele se chama Aubrey de Grey e sua última bomba na ­comunidade de pesquisadores explodiu na palestra que deu na Academia Britânica de Ciências. Grey declarou que prevê a “cura” do envelhecimento. Mais: afirmou que muitos bebês que agora estão nascendo viverão 150 anos e que, ­daqui a duas décadas, alguém já poderá atingir a idade de mil anos. “Temos 50% de possibilidades de colocar o envelhecimento sob aquilo que chamo de nível decisivo de ­controle médico, e isso acontecerá em 20 anos”, disse ele. “Poderemos adotar a geriatria preventiva, na qual regularmente repararemos os danos moleculares e celulares antes que cheguem a um patamar irreversível e patogênico.”