A semana

Crise grega

Enquanto espera por uma definição sobre o novo pacote de ajuda econômica até 11 de julho, o primeiro-ministro grego, George Papandreou, enfrentou uma nova onda de protestos violentos na capital Atenas, na semana passada. Apesar do pacote de 160 bilhões de dólares da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional, o país não consegue conter o avanço do desemprego, especialmente entre os jovens. A taxa já chega aos 16%. Para salvar o que resta de seu governo, Papandreou prometeu uma reforma ministerial que deve ser anunciada nos próximos dias.