A semana

Toma lá dá cá

Toma lá dá cá

SIBÁ MACHADO (PT-AC), do Conselho de Ética da Câmara

ISTOÉ – Por que o sr. votou pela cassação da deputada Jaqueline Roriz?
Sibá – As imagens são muito fortes. Como ficou definido que poderíamos analisar fatos anteriores ao mandato, decidimos pela penalidade maior.

ISTOÉ – Com o voto secreto, poderá haver mudança no plenário?
Sibá – Não acredito. Esse assunto foi muito intenso. Ninguém tem interesse em manter esse problema vivo na Câmara.

ISTOÉ – A decisão repercutirá em casos como o dos mensaleiros?
Sibá – Se houver provocação, os casos serão analisados. Se o Conselho de Ética decidiu que podem ser analisados casos anteriores ao mandato, outros poderão ser julgados.