Cultura

Turbilhão emocional

Caixa traz os melhores trabalhos do diretor Pedro Almodóvar

Antes de ser o grande cineasta de hoje, o espanhol Pedro Almodóvar já dava provas de hábil contador de histórias. Uma de suas diversões na infância era fazer uma roda com as irmãs e narrar, com todo suspense e fantasia, os filmes que haviam assistido no dia anterior. As garotas achavam a versão falada mais fascinante que a vista nas telas. Ao longo de 23 anos de carreira e 14 títulos no currículo, Almodóvar refinou tanto a capacidade de envolver o espectador que atualmente seus enredos são verdadeiros turbilhões emocionais, rompendo barreiras entre o cômico e o trágico, o ridículo e o sublime. São cada vez mais imaginativos e, paradoxalmente, cada vez mais parecidos com a vida real. Uma pequena amostra desta evolução pode ser conferida na coleção Pedro Almodóvar, caixa com cinco DVDs trazendo sua melhor comédia, Mulheres à beira de um ataque de nervos (1988), o mediano Ata-me (1990), e os três extraordinários melodramas recentes que o colocaram no time dos maiores autores do cinema contemporâneo – Carne trêmula (1997),
Tudo sobre minha mãe
(1999) e Fale com ela (2002).

Mulheres… foi o filme que o tornou conhecido no mundo inteiro, apesar de antes ter assinado títulos impecáveis como Matador (1986) e A lei do desejo (1987). “Trata-se de um feroz manifesto contra o telefone e a secretária eletrônica, ótimos instrumentos nas mãos dos mentirosos”, define Almodóvar, que com o pesadelo afetivo da dubladora traída diz ter se vingado dos dez anos que trabalhou na Companhia Telefônica de Madri. É por meio de um recado gravado na secretária eletrônica que Ivan (Fernando Guillén) decide abandonar Pepa (Carmem Maura). Através das situações tragicômicas de Mulheres…, Almodóvar se despediu da comédia absurda em direção a assuntos mais densos, tratados com humor menos descabelado. “As mulheres sempre me inspiram comédias e os homens, tragédias”, diz o diretor, que desde a “história testicular” de Carne trêmula vem enveredando pelo o universo masculino.

Neste trágico melodrama, Almodóvar conta as desventuras do entregador de pizza Victor Plaza (Liberto Rabal), preso por se envolver numa briga com policiais no apartamento de uma garota drogada, com quem fez sexo numa boate. Sempre ligado em temas raramente enfocados pelo cinema, Carne trêmula trata do cotidiano dos paraplégicos, assim como Tudo sobre minha mãe aborda transplantes de órgãos, mulheres infectadas pelos amantes e crianças soropositivas. Na mesma linha ousada, Fale com ela enfoca o coma e uma quase necrofilia que induz a um final que poderia ser a versão atualizada de A bela adormecida. Seu próximo filme, o autobiográfico A má educação, previsto para 2004, promete semelhante polêmica ao mostrar cenas de pedofilia num colégio de padres. Mas o que torna os filmes de Pedro Almodóvar tão grandiosos é que os assuntos supostamente escandalosos são transfigurados em múltiplas camadas de sentido, inclusive poético.