Saúde da mulher

11 sinais de que você está vivendo uma relação narcisista e por que isso não é legal

Crédito: Freepik

Apesar de muitos acreditarem que “narcisista” é apenas uma pessoa com um grande ego, esse na verdade é um transtorno mental diagnosticável — e que pode prejudicar muitas relações interpessoais. 

+ Evite crises no relacionamento: saiba se você deve fazer terapia de casal


+ Como saber se você está em um relacionamento abusivo

O Transtorno de Personalidade Narcisista acontece quando alguém tem um senso inflado de sua própria importância e uma profunda necessidade de atenção e admiração. Narcisistas também tendem a não ter empatia, e geralmente seus relacionamentos são extremamente conturbados. Então, é possível ter um relacionamento feliz e saudável com um narcisista? Como saber se você está em um relacionamento com um deles? Entenda com informações da “Women’s Health”. 

O que é um narcisista

A psicóloga Ramani Durvasula explica o estilo de personalidade narcisista: “Falta de empatia ou empatia seletiva, senso de grandiosidade, superficialidade, egocentrismo, busca por validação e admiração, sensibilidade reativa à crítica ou feedback, inveja ou crença de que se é invejado, necessidade de controle e dominação, raiva em momentos de frustração, decepção ou estresse, incapacidade e desinteresse em relacionamentos íntimos profundos e duradouros, tendência a culpar os outros e não assumir responsabilidades”.

Não se sabe por que algumas pessoas se tornam narcisistas e outras não, mas a organização sem fins lucrativos Mayo Clinic defende que a personalidade narcisista pode ser derivada dos seguintes fatores:

• Ter pais que os adoram excessivamente ou são excessivamente críticos;

• Características narcisistas herdadas através de genes;

• Falha na neurobiologia — a conexão entre o cérebro, o corpo e o processo de pensamento.

Um narcisista pode ser uma boa companhia?

“Muitas vezes, os narcisistas são ótimos no papel: bom trabalho, sucesso, dinheiro, credibilidade, atratividade — todas as características que as pessoas valorizam em um parceiro”, explica Ramani. Eles podem até ser charmosos e gentis no início, mas tudo é para seu próprio benefício a longo prazo. “Infelizmente, [os narcisistas] também têm uma capacidade limitada de intimidade, pouca empatia, são manipuladores, invalidam, não assumem a responsabilidade por seu comportamento em um relacionamento e muitas vezes são bastante enganadores”, completa a psicóloga. E enfatiza: “Um relacionamento saudável, com respeito, compaixão, bondade, e reciprocidade está fora de cogitação”. 

Infelizmente, muitas pessoas só percebem que estão em uma relação narcisista quando já estão muito envolvidas e internalizaram as crenças que seus(uas) parceiros(as) narcisistas as fizeram ter sobre si mesmas. 

Sinais de que você está em uma relação com uma pessoa narcisista

Ela é “mimada”

De forma agressiva, como se todos a devessem algo. “A crença de que se tem certos direitos ou merece tratamento especial é um elemento central do narcisismo”, reitera Ramani.

Ela age como se fosse superior

Narcisistas combinam síndrome de superioridade à insegurança. Como resultado, eles pensam e agem como superiores a tudo e a todos.

Ela acredita ser alvo de inveja

“A inveja é uma dinâmica central do narcisismo. Eles invejam os outros e acreditam que os outros os invejam a tal ponto que às vezes pode parecer paranóia”, relata Ramani.

Ela não é empática com suas necessidades

Ser empático significa ter a capacidade de entender como alguém se sente. Pessoas narcisistas têm pouco interesse no emocional de outros, e também não se importam com o impacto de suas ações. 

Ela é manipuladora

A manipulação ocorre quando seu(ua) parceiro(a) te persuade, através do medo e da culpa, a fazer algo bom para eles, mesmo que não seja bom para você. O gaslighting — fazê-la questionar sua percepção da realidade, levando-a a acreditar que você está louca — também é comum entre os narcisistas.

Ela precisa ser admirada

Segundo Ramani, “narcisistas precisam de validação e admiração para ‘substanciar seu senso de identidade’, e contam com o feedback alheio para ‘existir’”. A constante “caça” por elogios pode ser um sinal vermelho em um relacionamento.

As necessidades dela vêm em primeiro lugar

Se você sente que suas necessidades nunca têm importância, você pode estar se envolvendo com uma pessoa narcisista. 

Ela não presta atenção em você

Ser narcisista não significa que seu(ua) parceiro(a) nunca fará nada para lhe agradar. Mas Ramani explica que essas pessoas tendem a esquecer, ou nem ao menos perceber, que você também importa.

Ela é agressiva

Ramani explica que o narcisismo está altamente ligado à agressividade. Ela menciona um estudo publicado pela Associação Americana de Psicologia, que descobriu que narcisistas estão mais propensos a serem agressivos.

Ela tem problemas com feedbacks

Narcisistas não conseguem lidar com feedbacks negativos, mas não têm problema para distribuí-los.  

Ela está obcecada com o próprio sucesso

Essas pessoas sentem um enorme desejo de serem bem-sucedidos ou poderosos. Ramani reitera que isso é parte de seu senso de grandiosidade — a necessidade de poder e domínio para que possam controlar pessoas e situações.

Como sobreviver a um relacionamento narcisista

Se seu(ua) parceiro(a) apresenta estes sinais, saiba que você não será capaz de mudá-lo(a), pois o narcisismo é um distúrbio.  A longo prazo, as táticas de manipulação farão com que você se sinta isolada. Um(a) parceiro(a) narcisista a manipulará para convencê-la de que ele(a) é a única pessoa que se preocupa com você. Pelo bem de sua felicidade, segurança e autoestima, a melhor forma de ser feliz é abandonando relacionamentos como esses.