Geral

1.500 perfis do Facebook são banidos acusados de espionagem

Crédito: AFP

Meta, empresa controladora do Facebook (Crédito: AFP)


Na quinta-feira (16), a empresa Meta anunciou que baniu da plataforma Facebook 1.500 perfis vinculados a sete empresas de vigilância privada que são acusadas de espionagem. Além disso, a empresa alertou cerca de 50 mil pessoas ao redor do mundo que poderiam ser alvo de espionagem digital. As informações são do iG.

Em um comunicado, a Meta informou que “essas empresas visam pessoas em toda a internet para coletar inteligência, manipulá-los para revelar informações e comprometer seus dispositivos e contas”.

“Essas empresas forneceram serviços em todas as três fases da cadeia de vigilância para atingir indiscriminadamente pessoas em mais de 100 países em nome de seus clientes. Esses fornecedores estão localizados na China, Israel, Índia e Macedônia do Norte”, completou.

A Meta também informou que essas companhias afirmaram que o seu intuito é identificar criminosos e terroristas. Contudo, foi identificado que os seus alvos incluem jornalistas, críticos de regimes autoritários, familiares de opositores e ativistas de direitos humanos.