Tecnologia & Meio ambiente

Sobe para 59 número de mortos por onda de frio na Europa

Sobe para 59 número de mortos por onda de frio na Europa

Pessoas caminham após nevasca em Santeramo in Colle, na Itália, no dia 7 de janeiro de 2017 - AFP

A onda de frio que atinge a Europa provocou ao menos 59 mortes nesta semana, segundo um balanço ampliado desta terça-feira que inclui novas vítimas na Polônia, Romênia, Macedônia, Sérvia e Albânia.

Na Polônia, onde as temperaturas continuam em torno de 20 graus abaixo de zero, foi confirmado o falecimento por hipotermia de mais seis pessoas, indicou na terça-feira o Centro de Segurança Governamental (RCB), subindo para 26 o acumulado de vítimas no país.

Os registros incluem ainda três mortos na Sérvia, três na Macedônia e um na Albânia, todos eles nas últimas 24 horas.

Na Romênia, foram contabilizados “seis óbitos por hipotermia” desde quinta-feira da semana passada, revelou o Ministério da Saúde no primeiro balanço oficial emitido no país.

O conjunto do território romeno foi colocado em alerta pelas temperaturas, que no centro do país chegaram a -32 graus Celsius e obrigaram a fechar escolas. A navegação no Danúbio também foi proibida devido aos blocos de gelo.

No total, a onda de frio da última semana já causou a morte de ao menos 26 pessoas na Polônia, nove na Itália, seis na República Checa e seis na Romênia.

Também foram registrados quatro mortos na Macedônia, três na Sérvia, dois na Bielorrússia e na Bulgária e um na Albânia.

De acordo com as previsões meteorológicas, as temperaturas serão mais clementes nos próximos dias na Europa Ocidental e nos Bálcãs, mas na Polônia ainda devem ficar bem abaixo de zero.