Esportes

Sharapova recusa eventual convite e avisa que disputará qualifying de Wimbledon

A russa Maria Sharapova anunciou nesta sexta-feira que recusará um eventual convite para disputar a chave principal de Wimbledon, o tradicional Grand Slam disputado em quadras de grama, em Londres. Assim, ela disputará o qualifying da competição.

Depois de ter um convite para disputar Roland Garros negado, a russa recebeu na quinta-feira um “wild card” para o Torneio de Birmingham, que começa no dia 19 de junho, duas semanas antes de Wimbledon. Mas, nesta sexta, ela surpreendeu ao comunicar que passará pelo qualifying do Grand Slam.

“Recebi um convite oferecido por Birmingham, um dos mais memoráveis torneios de minha juventude. Estou agradecida e ansiosa para jogá-lo novamente”, publicou a russa em seu site oficial. “Devido à minha melhora no ranking depois de disputar três torneios após o meu retorno, eu também jogarei o qualifying de Wimbledon em Roehampton, e não aceitarei um convite para a chave principal.”

Campeã do Grand Slam britânico em 2004, a russa esteve suspensa nos últimos 15 meses por doping, após um exame ter flagrado o uso da substância Meldonium, que se tornou proibida desde 1º de janeiro de 2016. Totalmente afastada das competições durante esse período, ela não conseguiu defender os pontos conquistados na temporada anterior e despencou no ranking.

Após seu retorno, contudo, ela chegou na semifinal do Torneio de Stuttgart, na segunda rodada de Madri e também na segunda fase de Roma, quando sentiu um problema físico e abandonou o jogo diante da croata Mirjana Lucic-Baroni. Os bons resultados a fizeram saltar para o número 211 do mundo, o que a garante no qualifying de Wimbledon.

“Já comecei o tratamento da lesão que sofri há alguns dias, em Roma, e começarei minha preparação assim que estiver melhor”, acrescentou a tenista russa nesta sexta, confiante em entrar na chave principal de Wimbledon pelo qualifying.