Esportes

Renato Gaúcho aprova empate e elogia atuação do Grêmio na Libertadores

O empate sem gols contra o Botafogo na noite desta quarta-feira, no Engenhão, na partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores, foi festejado por Renato Gaúcho. Para o treinador, a equipe gaúcha teve grande atuação e conseguiu um bom resultado para o jogo da volta, em Porto Alegre.

“O resultado foi muito bom. Infelizmente não conseguimos fazer gols, mas as oportunidades claras foram do Grêmio. O Marcelo (Grohe) praticamente não trabalhou, e jogamos contra um grande time, na casa deles, o que não é nada fácil”, apontou o treinador, enaltecendo a postura de seus jogadores.

“Eu gostei da minha equipe pelo desempenho dela, pela pegada, e praticamente não demos nenhuma chance. Criamos pouco, mas as duas, três chances, foram do Grêmio”, acrescentou Renato.

O resultado deve ser ainda mais valorizado, segundo ele, porque o Grêmio teve importantes desfalques, como o zagueiro Pedro Geromel e o atacante Luan. “Estava até conversando com a diretoria: do título do ano passado, da Copa do Brasil, tínhamos apenas quatro jogadores em campo. E mesmo assim a minha equipe se comportou bem.”

Renato comentou ainda que, embora tenha feito mistério até a véspera da partida, ele já sabia antecipadamente que não poderia contar com Geromel e Luan. “Eu sabia que os dois não iam jogar desde a saída de Porto Alegre”, revelou. “É a natureza, é estiramento, é músculo, não é fácil. Não adianta querer achar que eu sei demais, mas é experiência própria. É muito difícil se recuperar de um estiramento em curto prazo, até porque foi estiramento grau 1, do Luan, há uma semana, nem isto, e não tem tempo para recuperar. E o Geromel foi grau 2, é muito difícil.”

O jogo de volta entre Grêmio e Botafogo será disputado na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, sendo que o time gaúcho precisa de uma vitória simples para avançar às semifinais da Libertadores. Antes, no próximo domingo, vai receber a Chapecoense, na Arena do Grêmio, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.