Artes Visuais

Portinari e o universo ao seu redor

ARTE MODERNA NA COLEÇÃO DA FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ – Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre – até 16/10

Portinari e o universo ao seu redor
ABSTRATOS Lothar Charoux, acima, e Alfredo Volpi, à direita, estão entre os que consolidaram a abstração geométrica nos anos 1950
ABSTRATOS Lothar Charoux, acima, e Alfredo Volpi, à direita, estão entre os que consolidaram a abstração geométrica nos anos 1950

Portinari também está em destaque na Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre, na exposição “Arte Moderna na Coleção da Fundação Edson Queiroz”. Na mostra que realiza um corte transversal na importante coleção de Fortaleza, Cândido Portinari está acompanhado de seus contemporâneos da segunda fase do modernismo brasileiro, como Alfredo Volpi, José Pancetti e Flavio de Carvalho; além dos pioneiros Anita Malfatti, Antônio Gomide e Di Cavalcanti; e dos herdeiros do modernismo, que nos anos 1950 consolidaram a abstração geométrica como linguagem moderna por excelência, entre os quais Abraham Palatnik, Lothar Charoux, Hércules Barsotti e Lygia Clark.

As obras de Portinari pertencentes à coleção da Fundação Edson Queiroz incluem majoritariamente as fases em que o artista se volta ao tema dos trabalhadores do campo, como “Colhendo batatas”; e dos retirantes, como “Mulher e crianças” (1940). Da capital gaúcha a mostra segue para o Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, onde fica de 27/10 a 25/2/2017. PA