Brasil

PF pede mais prazo para concluir inquérito contra Temer

SÃO PAULO, 19 JUN (ANSA) – A Polícia Federal pediu nesta segunda-feira (19) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito contra o presidente do Brasil, Michel Temer, que terminaria nesta terça-feira (13).   

A ação inclui o ex-assessor do mandatário Rodrigo Rocha Loures e o STF ainda não comunicou sobre a análise da extensão do prazo. No início de junho, a PF já havia solicitado a prorrogação da investigação, que foi concedida pelo ministro Edson Fachin.   

Apesar de ter entrado com o pedido, não foi divulgado o relatório parcial que embasa o pedido da PF. A entidade investiga as denúncias apresentadas durante a delação do empresário Joesley Batista e que atingem em cheio o governo.   

Por conta da delação, foi aberto um inquérito para investigar os crimes de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução à Justiça.   

A defesa de Temer negou as acusações e informou que abriu um processo por calúnia, difamação e injúria contra o empresário da JBS por conta de uma entrevista em que Joesley reafirma as denúncias que fez na delação. (ANSA)