Edição nº2492 15.09 Ver edições anteriores

A perícia de Molina

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agencia Brasil

Contratado por Michel Temer, Ricardo Molina pode parar no banco dos réus. Delegados da Polícia Federal querem que o órgão processe o perito por acharem que ele – “sem elementos” – desqualificou a gravação feita pelo empresário Joesley Batista. A área técnica da PF afastou qualquer adulteração, considerando “legítima a prova para instrução criminal”, com aval do MPF. Molina insinuou para jornalistas uma “alta incidência” de problemas no áudio. A PF atesta que melhorou a gravação do áudio e as interrupções – seis minutos ao todo – são “reflexos naturais” do tipo de aparelho usado por Joesley.

Advocacia
Finalmente OAB vota lista

Depois de longo tempo, na quinta-feira 29 a OAB-RJ votou a lista sêxtupla dos candidatos a vaga aberta de desembargador no TRT-RJ, destinada ao chamado quinto da advocacia. No meio jurídico fluminense a demora é atribuída ao “trauma” da eleição de Marianna Fux, 35 anos, filha do ministro Luiz Fux (STF), nomeada desembargadora do TJ-RJ, em 2016, em meio a polêmicas – um grupo de advogados pediu a impugnação da candidatura por falta de documentos. A única mulher na nova lista é Silvia Correia.

Justiça do Trabalho
Tem patrão

O Ministério Público do Trabalho acaba de emitir relatório sobre a situação do Uber no Brasil. O extenso documento aponta na direção de reconhecimento do vínculo empregado-empregador, na atividade de um motorista autônomo, acionado por meio de um aplicativo. A questão é muito atual. Em países onde o direito do trabalho é mais flexibilizado do que aqui, como EUA e Inglaterra, a jurisprudência vai nesse sentido, já havendo decisões contra a empresa que opera o serviço.

Aviação
No comando

Fernando Pinto foi reeleito presidente da TAP na sexta-feira 30. O brasileiro está no comando da empresa desde 2000. A aérea portuguesa passa por nova reestruturação. David Neeleman (dono da Azul) e Humberto Pedrosa aceitaram proposta do governo português e reduziram sua participação na TAP, de 61% para 45%. O Estado voltou a ser majoritário com 50%, gastando alguns milhões de euros para se reposicionar. Os 5% das ações são dos trabalhadores da empresa.

Brasil
Tchau!

Dilma Rousseff ajudou a aumentar o desemprego no Brasil. Acaba de dispensar Paula Zagotta, sua principal assessora e responsável pelas mídias sociais da ex-presidente. O convívio ficou difícil. A jornalista era da equipe de informática chefiada por Marcelo Branco na primeira campanha de Dilma. Foi contratada para inicialmente trabalhar no Blog do Planalto. Quando Dilma foi cassada, os ataques no twitter a certos senadores eram disparados por Paulinha, a partir de ordens expressas da ex-patroa.

Divulgação

JBS
Agora, não

Ficará para o segundo semestre a resposta do TCU ao pedido de bloqueio de bens da JBS e de seus responsáveis. Augusto Scherman, ministro relator do caso, encaminhou a demanda para análise na Secretaria de Controle Externo do órgão, que fica no Rio de Janeiro. Somente depois do parecer da área técnica, ele submeterá o voto ao plenário do TCU. A medida tem o objetivo de garantir um futuro ressarcimento de prejuízos estimados em cerca de R$ 850 milhões causados aos cofres do BNDES, alvo de apuração do próprio tribunal.

Agricultura
Desperdício de alimento

As cenas se repetem nas regiões produtoras. Por falta de locais fechados para estocar a super-safra brasileira de milho – 93,8 milhões de toneladas – empresários do agronegócio estão jogando os grãos no chão, cobertos com precárias lonas, com inegáveis perdas. Para dimensionar o problema: a safra de 2015/2016 foi de 66,5 milhões de toneladas. O quadro se agrava por culpa do governo. Armazéns da Conab, como os de Uberlândia, estão com áreas interditadas devido a ações judiciais – obras sob suspeita – e quase zero de investimento em construir novos silos para guarda dos estoques oficiais. Aliás, os armazéns em geral estão sucateados.

OEA
Reforço no caixa

Em reunião no México, com apoio inicial de 27 países membros, foi aprovado um importante reajuste no orçamento da Corte Interamericana de Direitos Humanos. Dos atuais US$ 2,7 milhões, o valor saltará para US$ 5,4 milhões – paulatinamente até 2020. A verba curta dificultava o funcionamento básico da CIDH, com dificuldades até para pagar tradutores de suas sentenças.

Alimentos
Segredos na cozinha

Uma concorrência do Instituto Militar de Engenharia, com sede no Rio de Janeiro, está conseguindo comprar alimentos por preços inimagináveis. De talharim Piraquê 500 gramas a R$ 0,83 (custa R$ 4,45 nos supermercados) a Cream Cracker Bauducco 200 gramas a R$ 0,62 (contra R$ 2,34 nas prateleiras), passando por Coca-Cola 2,5 litros a R$ 1,32 (R$ 7,59 nos sites). São inúmeros itens com a mesma disparidade, sempre para muito menos. Roga-se ao Exército divulgar a fórmula do milagre, em benefício de milhões de consumidores brasileiros.

Energia
Choque no consumidor

A ANEEL fará na quinta-feira 6 audiência pública para aumentar a energia elétrica no Maranhão. A revisão da tarifa ocorre a cada quatro ou cinco anos para as 63 concessionárias do País. Se a proposta para a Cemar (19,05%) valer a partir de 28 de agosto, o consumidor residencial local pagará o kWh mais elevado do Brasil (R$ 0,589). Ou seja, luz cara para uma população pobre. Porém, o super-aumento gerou um efeito: o de unir seguidores de Sarney e do governador Flávio Dino, sempre em choque.

Lava Jato
Prejuízo oficial



Novos papéis obtidos pela Força Tarefa de Curitiba mostram que operações de câmbio feitas pela empresa de José Carlos Bumlai com a Petrobras, entre novembro de 2011 e setembro de 2015, deram prejuízo de R$ 228 milhões à estatal.  A compra e venda de dólares, relacionada a negócios com usinas de álcool do pecuarista, foi intermediada pelo Banco BTG Pactual, de André Esteves. Íntimo de Lula, Bumlai está preso em casa. Quanto ao banqueiro, chegou a ser detido pela Lava Jato.

Rio-2016
Cartola exibido

Não é por falta de dinheiro que o Comitê Organizador da Olimpíada do Rio continua aplicando um calote de R$ 132 milhões nas vítimas de sua anarquia gerencial. Nos últimos dias o órgão iniciou a distribuição gratuita de um luxuoso livro, de 200 páginas, com fotos dos Jogos. Claro que seu presidente, Carlos Artur Nuzman, aparece com destaque na obra, exibindo largos sorrisos roubados aos 130 torcedores que ainda esperam reembolso pelos ingressos que devolveram à Rio-2016.

Delação premiada
Reta final

Ao contrário do que sinalizou Sérgio Moro ao condenar Antonio Palocci a 12 anos de prisão, o ex-ministro está, sim, finalizando com os procuradores da Lava Jato os termos de sua delação premiada. O que vem por aí produzirá nova safra de grandes manchetes. Aliás, dois grandes bancos aparecem com destaque nas confissões “paloccianas”.

 

 

Tópicos

boechat Molina

Mais posts

Ver mais

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.