A semana

Para o bem do País, Dilma é investimento a fundo perdido

Colocado um ponto final no patrimonialismo que a presidente afastada Dilma Rousseff vinha exercendo com aviões da FAB, viajando de graça pelo País com dinheiro do contribuinte para teimar na pregação da mentira de que é vítima de um golpe, um grupo de petistas começou a passar o chapéu para angariar doações que paguem as viagens. Na terça-feira 12 saiu um balanço. Foram coletados em um mês R$ 725 mil, 145% a mais do que era esperado. Setores petistas dizem que Dilma intensificará as viagens quando a soma bater na casa do R$ 1 milhão. Com as viagens ela espera reverter o fato consumado de seu impeachment. Quem dá dinheiro acha que isso vai acontecer. É gente que gosta de investir a fundo perdido.