Edição nº2475 19.05 Ver edições anteriores

Os mares e rios envolventes de Gustavo Spínola

Gustavo: só agora lançando o ótimo disco que começou a gravar em 2013 (Foto: Márcio Salata)
Gustavo: só agora lançando o ótimo disco que começou a gravar em 2013 (Foto: Márcio Salata)

Foi preciso muita paciência até que o cantor e compositor Gustavo Spínola pudesse lançar o ótimo CD “Mares, rios”, que agora chega ao mercado com distribuição da Tratote. O projeto do álbum foi aprovado pelo Conselho Municipal de Cultura de Americana, cidade de Gustavo, no interior paulista. As gravações começaram em junho de 2013 e se estenderam até maio de 2014, no estúdio Gargolândia, instalado numa inspiradora fazenda. Tudo ia muito bem. Mas, no meio do caminho, a verba do patrocínio garantido por lei pelo fundo municipal de cultura não apareceu. E Gustavo teve de esperar. Ainda que a interrupção tenha sido frustrante, o resultado traz um frescor para a música brasileira capaz de encher de orgulho qualquer cidadão de Americana. O repertório que Gustavo escolheu, formado por composições próprias, parcerias e canções cedidas por amigos, traz letras e melodias envolventes como as águas dos mares e rios que ele escolheu para o título. Uma obra de altíssimo nível em que ganhou arranjos sofisticados, ainda que a cargo de um grupo enxuto, com piano, contrabaixo, bateria e guitarra. Valorizando as sonoridades, a masterização feita em Miami permite apreciar melhor as texturas dos instrumentos e da voz de Gustavo – uma revelação da nova música brasileira que merece atenção. Conheça parte do CD na playlist “Sons da Semana”, na coluna à esquerda desta página. E assista ao clipe da música “O Vento”, de Rodrigo Amarante, na gravação de Gustavo, clicando na imagem abaixo.

 


Mais posts

Ver mais