Edição nº2476 26.05 Ver edições anteriores

Natal com Sabrina Sato

91

Leda Nagle vai passar o Natal na casa de Sabrina Sato, em São Paulo. A jornalista, mãe do ator Duda Nagle e agora sogra da apresentadora da Record, ainda estea sentida com a demissão repentina do programa “Sem Censura”, da TVE.  Ela pega um avião no Rio para, em São Paulo, se juntar ao filho e à família de Sabrina. “Ela está bem melhor do que eu imaginava. Toda classe artística está solidária a ela. Foi ruim da forma como foi feito”, diz Sabrina. “Uma jornalista prestigiada, com todos esses anos de profissão, no tempo em que ela estava na emissora, ela deveria ter sido comunicada um ano antes, para se programar.”

“Foi um ano maravilhoso para mim, mas na crise, não tem como ficar blindada”

Em pleno ano da crise, Sabrina fecha 2016 com chave de ouro. Foi considerada a apresentadora com mais Ibope fora da Globo. Seu programa da Sabrina, na Record, dá média de oito pontos. Em novembro, deu 9. A mil por hora no ritmo de trabalho, no fim do ano ela, foi supreendida por uma pneumonia nos dois pulmões. Estava fotografando para sua nova linha de biquínis, quando uma febre alta e muita tosse chamaram atenção da equipe.

“A gente fotografou na água e eu nem me toquei. Dois dias depois fui me consultar com Roberto Kalil”. O médico a convidou para atravessar a rua que divide o prédio de seu consultório do hospital Sírio Libanês. “Ele chamou o David Uip, fizeram tomografia e deu pneumonia dupla. Fiquei quatro dias internada.” Já está recuperada e quase de malas prontas. Antes, passa o Natal com a família, o namorado, Duda Nagle, e sogra, a jornalista Lega Nagle. “Toda classe artística está solidária a ela”, diz Sabrina, sobre a demissão da jornalista do programa Cem Censura, da TVE, do Rio.

Depois das gravações até dia 22, férias.

Ela e o namorado, Duda Nagle vão para o Caribe e, depois, Nova York. “Só posso viajar de férias agora. Depois, eu não paro”, diz ela. No ano que vem, o programa terá novos quadros e Sabrina fará programas em Portugal e em Angola, onde tem um publico cativo, “Eles mandam mensagens. A Record é bem forte lá.” Em fevereiro, o plano é engravidar. E, talvez, casar. “Tenho que convidar 3 mil pessoas para o casamento. Melhor não..”

Você foi citada como a apresentadora com mais Ibope fora da Globo. Como reagiu a essa notícia?
Foi um orgulho. Estamos com uma audiência superfiel. Mesmo com Teleton, mesmo quando tem final de novela, a audiência se mantém. No ultimo mês de novembro, media deu 9. Mas, Geralmente, a média é 8. O programa cresceu bastante este ano. E eu adoro ter o programa no sábado Acho mais leve e divertido, quero continuar no sábado.

Já lhe fizeram alguma proposta para entrar na briga de domingo, como a Eliana?
Não fizeram, mas mesmo assim quero continuar no sábado. Eliana é a única mulher no domingo. Eu a admiro muito, num domingo que é cheio de homens, ela é raçuda. A Regina Casé também. Mas eu gosto do sábado, é único dia que a gente tem para pensar em diversão. Domingo você tem que pensar que no dia seguinte vai acordar cedo. No sábado é o dia da alegria. O dia que você vai se divertir porque pode ficar com sua família, com seus amigos. Sábado tem mais a ver com a minha personalidade.

Por que?
Lembro quando eu era criança e ficava assistindo aos programas do Gugu que eram no sábado. “Viva a Noite”, lembra? Adorava o Viva a noite, que era sábado à noite, como o meu programa, e adorava o da Xuxa, que era de sábado também. Mas eu estou muito feliz na Record. A liberdade que eu tenho é enorme. Estou sendo muito bem cuidada. Vou para o terceiro ano de programa.

Como foi 2016 para você?
Para mim foi ano maravilhoso, apesar de tudo o que aconteceu. O programa completou três anos e está indo muito bem. Nunca pensei que seria tão feliz na Record. Mas, claro, foi um ano difícil e não tem como ficar blindada. Não tem como não sofrer com as dificuldades das outras pessoas. Eu tive um monte de amigos que perderam seus empregos. É impressionante.

Você entrevistava muitos políticos na época do Pânico. O que perguntaria para o presidente Temer?
O que eu perguntaria? (risos)… É uma situação muito difícil. Eu acho que a gente tem esperar. Para ninguém que chegasse agora ia ser fácil. Não é nem só o Brasil que está esta situação. É no mundo todo está em crise.

E os escândalos de corrupção, as delações, as prisões?
Eu sou favor de investigar todo mundo. E um absurdo o que está acontecendo. Votação na madrugada, o que é isso? É muito importante o povo estar indo para a rua.. participando. A internet ajudou muito.

Você chegou a entrevistar o Renan Calheiros quando entrevistava políticos para o Pânico?
Não. Ele fugia de mim (Risos). Eu estava assistindo outro dia – e mostrando para o Duda (Nagle, namorado) algumas entrevistas que fiz naquela época. Faz mais de três anos. Me vi dando suco de maracujá para o Collor, por que ele tinha gritado com alguém. Era aniversário dele, dei parabéns e o presentei com o suco. Eu entrevistava todos eles: José Serra, Aécio Neves, Geraldo Alckmin, Eduardo Suplicy. Ficava o dia inteiro no Congresso para conseguir falar com eles. Tinha ocasião de ir dois dias seguidos para tentar gravar uma matéria de 10 minutos.

Pensa em ter algum quadro de política no seu programa na Record?
Quem sabe? Eu acho importante. Sinto falta de fazer esse tipo de matéria. Eu acompanho as notícias, mas não é como antigamente não. Duda acompanha muito. Acho legal falar de uma forma bem humorada sobre política para população. Eu conversava com eles sobre tudo, dos assuntos da semana ao hobby que eles tinham. Outro dia encontrei o Roberto Cabrini no avião e ele tinha acabado de entrevistar o Garotinho. Quis saber tudo.

Como viu a demissão da Leda Nagle, agora sua sogra, do programa Sem Censura?
Todo mundo foi solidário a ela. Foi muito ruim da forma como foi feito Uma jornalista prestigiada, que tem todos esses anos de profissão, no tempo em que ela estava na emissora. Imagina, ela tinha que ter recebido essa notícia pelo menos um ano antes, para ela se programar. Mas fica sabendo de repente que seu contrato acabou. Acho sempre que tudo tem um lado bom. Vai abrir uma porta melhor e maior. Senti o quanto ela querida por todos. Todo santo dia ela levava atores, músicos,cinco convidados de peso no programa dela, dentro de uma emissora pequena. Ela tem muito prestigio. Toda classe artística ficou sentida. Ela divulgava peças, shows. Encontrei a Ingrid Guimarães essa semana e ela achou um absurdo. Leda valorizava muito a agenda cultural do Rio. Mas ela está bem melhor do que eu imaginava.

Vocês vão passar o Natal juntas?
Ela vem passar o Natal com a gente, na minha casa aqui em São Paulo. Vai ter amigo secreto e tudo.

Você vai casar com o Duda Nagle em 2017?
Eu quero engravidar depois do carnaval. A intenção é casar em 2017. Eu queria casar, mas como a gente vai fazer um casamento e convidar 3000 pessoas? Com essa crise… Conheço muita gente. To achando que é melhor não casar… (risos)


Mais posts

Ver mais