Esportes

Nadal oscila, mas bate argentino e vai à semifinal em Montecarlo

Dono de nove títulos no Masters 1000 de Montecarlo, o tenista espanhol Rafael Nadal se manteve na briga pelo 10º troféu nesta sexta-feira ao vencer o argentino Diego Schwartzman e garantir seu lugar na semifinal. Sem dar chances para “zebra”, o ex-número 1 do mundo oscilou, mas acabou fechando o jogo em sets diretos, com duplo 6/4.

Em busca de mais uma final no saibro de Mônaco, Nadal terá pela frente o belga David Goffin, que surpreendeu mais cedo. O atual número 13 do mundo eliminou o sérvio Novak Djokovic, vice-líder do ranking, por 2 sets a 1. Agora o tenista belga vai encarar o atual campeão de Montecarlo.

Para vencer mais uma no saibro que conhece muito bem, Nadal precisou superar, além do rival, as próprias oscilações. Ele começou a partida perdendo o saque para Schwartzman, que acabou cedendo o serviço logo na sequência. Numa alternância de quebras, o espanhol levou a melhor sobre o argentino em seguida e acabou perdendo o set.

Na segunda parcial, a disputa foi mais equilibrada. Nadal abriu 2/0, mas viu Schwartzman empatar em 2/2. O argentino, então, faturou nova quebra. E viu o favorito buscar nova igualdade no placar. Depois do 4/4 no marcador, Nadal foi para cima novamente e cravou a quebra decisiva para fechar o set e a partida, selando a vitória após 1h39min.

A outra semifinal de Montecarlo terá um confronto menos badalado, entre o espanhol Albert Ramos-Viñolas e o francês Lucas Pouille. Isso porque os favoritos deste lado da chave, o escocês Andy Murray e o suíço Stan Wawrinka, foram eliminados de forma precoce no lento saibro de Mônaco.