Cultura

Música do Pearl Jam salvou a vida de antigo astro da NBA

Dennis Rodman, cinco vezes campeão da NBA, liga de basquete norte-americana, e parceiro de Michael Jordan no Chicago Bulls, esteve próximo de tirar a própria vida em 1993, mas, de acordo com uma entrevista recente, ele foi ‘salvo’ pelo Pearl Jam.

Em uma noite, há 24 anos, o jogador chegou a carregar uma espingarda e estava decidido a fazê-lo. Em entrevista ao programa Undeniable by Joe Buck, ele revela que não puxou o gatilho motivado pelas músicas da banda de Seattle.

“Aquilo mudou minha vida”, disse o astro do esporte de 55 anos. “Algo que me salvou foi o fato de que eu estava ouvindo muito Pearl Jam.” Buck questiona: “O Pearl Jam salvou a sua vida?”.

“Basicamente, sim”, respondeu Rodman.

Ainda na entrevista, o ex-jogador conta que a música Black, registrada em Ten, o primeiro álbum de Eddie Vedder e companhia, estava entre as suas favoritas.

Na ocasião, Rodman estava em depressão. A saída do Detroit Pistons do então técnico Chuck Daly abalou o jogador. Na mesma época, ele estava se divorciando da esposa Annie Bakes.

Ainda em 1993, Rodman pediu para deixar o Pistons e foi jogar no San Antonio Spurs. Dois anos depois, chegou ao Chicago Bulls.