Economia

Indústria têxtil perdeu 49 mil vagas em três anos em SP, diz sindicato

O setor têxtil e de confecção no Estado de São Paulo registrou uma perda de 49 mil postos de trabalho nos últimos três anos, de acordo com levantamento do Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo (Sinditêxtil-SP). Com o enxugamento, o setor saiu de quase 530 mil vagas em 2013 para 482 mil ao final de 2016.

A expectativa do sindicato, porém, é mais otimista para 2017. A projeção é de uma retomada na geração de empregos, embora insuficiente para compensar a redução dos últimos anos. O Sinditêxtil acredita na criação de 3 mil postos de trabalho em 2017.

O setor em São Paulo faturou R$ 28,3 bilhões no ano passado, praticamente estagnado ante os R$ 28 bilhões de 2015. A estimativa é de um crescimento em 2017 para R$ 30 bilhões.