Economia

Francesa EDF compra 80% de projeto solar em MG da Canadian Solar

A EDF Energies Nouvelles (EDF EN), subsidiária de energias renováveis do grupo francês, anunciou nesta segunda-feira, 19, a aquisição de 80% no projeto de energia solar Pirapora II, localizado em Minas Gerais, da Canadian Solar. O valor da operação não foi informado.

“Esse grande projeto solar adicional Pirapora confirma a forte ambição do grupo EDF em fortalecer e diversificar nosso portfólio de ativos renováveis no Brasil, em parceria com uma companhia especializada, como a Canadian Solar”, disse o diretor-presidente da EDF Energies Nouvelles, Antoine Cahuzac, em comunicado à imprensa.

O projeto Pirapora II terá 115 MWp (Megawatt-pico) de capacidade e deve entrar em operação comercial no ano que vem. Sua energia já foi comercializada em contratos de compra de energia de 20 anos, no primeiro leilão de energia de reserva. “Quando concluído, o projeto vai gerar 231,992 MWh por ano e contribuir para o objetivo do País de obter 23% de sua energia de renováveis não hídricas até 2030”, disseram as empresas, em comunicado.

Esta é a segunda operação entre as empresas francesa e canadense envolvendo ativos no Brasil. Em outubro de 2016, a EDF EN do Brasil comprou 80% do projeto Pirapora I, de 191.5 MWp, da Canadian Solar. Os dois projetos são adjacentes e juntos constituem um dos maiores projetos da América Latina, segundo as empresas.

“Temos agora parcerias com a EDP EN em dois dos nossos três projetos no Brasil com contratos de longo prazo, totalizando 306,5 MWp. EDF EN é um parceiro estratégico importante da Canadian Solar e queremos expandir nossa cooperação, enquanto ampliamos a nossa carteira de projetos no Brasil e em outros países”, afirmou o presidente da Canadian Solar, Shawn Qu.

A empresa canadense salientou que irá fornecer módulos para o projeto Pirapora II a partir de sua fábrica no Brasil. O BTG Pactual atuou como assessor financeiro da Canadian Solar na operação.

Além dos dois projetos solares, a EDF EN do Brasil possui ainda dois complexos eólicos em construção no País. O grupo EDF também tem participação na usina hidrelétrica Sinop, localizada em Mato Grosso.