Cultura

Festival mescla novos talentos e medalhões

Um evento que mistura o indie e o mainstream na medida certa em sua programação: esta é uma das armas do Coala Festival, que será realizado neste sábado, 12, no Memorial da América Latina, na zona oeste de São Paulo, a partir das 13h. Com nomes que vão de Caetano Veloso a Rincon Sapiência, o festival é a principal atração cultural da cidade no fim de semana.

O Coala, que em 2017 chega à sua quarta edição, traz nomes como Liniker e Os Caramelows e Tulipa Ruiz, que se destacam há tempos na cena musical independente do País. Além deles, o rap também vai mostrar sua força. Rincon Sapiência, que canta músicas do recém-lançado Galanga Livre, e Emicida, que sobe ao palco com Rael e Fióti, seu irmão mais novo, para entoar faixas de Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa (2015), são os principais nomes do gênero.

Os intervalos das apresentações contarão com os DJs Uaná System, Tahira, Forró Red Light, EB e Shaka, que assumem as pick-ups.

Além da nova MPB, o festival não se esquece dos medalhões. Caetano Veloso encerrará o Coala em grande estilo. Ele subirá ao palco por volta das 20h20.

Segundo a organização do evento, cerca de 12 mil pessoas devem passar pelo Memorial da América Latina neste sábado. Os ingressos antecipados já estão esgotados, mas há ainda uma cota extra (em torno de 1.800 entradas) que será colocada à venda a partir 9h no portão 2 do local, na Rua Tagipuru.

Fórmula

O Coala repete o que outros festivais já vinham fazendo em São Paulo há algum tempo. A estratégia de juntar novos talentos a nomes consagrados da música popular brasileira não só fortalece a cena independente como dá mais espaço para que eles cheguem com mais força à massa. Isso, entretanto, só é possível trazendo um nome de peso para se apresentar ao lado da “molecada”.

O “nomão” da vez, todavia, não poderia ser melhor. Caetano, a figura mais icônica da nossa música, move multidões. Caê, aliás, apadrinhou muitos dos que subirão ao palco a partir das 13h neste sábado para se apresentar no Coala Festival. De Emicida, passando por Tulipa Ruiz, e a imponente voz de Liniker, todos, em algum momento, revisitaram a obra de Caetano. São Paulo agradece.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.