Esportes

Em última prova da carreira,Bolt se machuca e fica sem pódio

ROMA, 12 AGO (ANSA) – Considerado o homem mais rápido do mundo da história e dono de três recordes mundiais, o jamaicano Usain Bolt, 30 anos, encerrou sua carreira de maneira dramática neste sábado (12) e ficou sem medalha no revezamento 4×100 metros no Mundial de Londres.   

O velocista sofreu uma lesão na perna e não conseguiu concluir sua última prova de equipe. Bolt caiu no solo da pista do Estádio olímpico londrino e imediatamente recebeu atendimento.   

Após o término da prova, o atleta cruzou a linha de chegada com a ajuda de seus companheiros de equipe. No entanto, não houve validação da marca.   

A equipe da Grã-Bretanha garantiu a primeira colocação no pódio, seguida pelos Estados Unidos e Japão. A Jamaica defendia o tetracampeonato mundial da prova. As últimas conquistas aconteceram em 2009, 2011, 2013 e 2015.   

Ao longo de sua carreira, Bolt foi um dos atletas mais imbatíveis na história das provas de velocidade do atletismo. Na última semana, ele ficou na terceira colocação em sua última prova individual nos 100 metros rasos. (ANSA)