Finanças

Dólar sobe com realização de lucros, Evans e cautela local

O dólar renovou máxima na manhã desta segunda-feira, 20, no mercado à vista, em meio a compras para realização de lucros, após ter fechado abaixo de R$ 3,10 na sexta-feira, com queda acumulada de 1,44% na semana passada, disse o gerente de mesa de derivativos de uma gestora de recursos. Declarações nesta segunda do presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, de que, se a economia dos EUA realmente melhorar, quatro aumentos de juros são possíveis, ajudaram a fortalecer discretamente a divisa dos EUA no exterior.

Internamente, apesar das projeções favoráveis da Pesquisa Focus para inflação, PIB, Selic e dólar, há um pano de fundo de cautela em relação ao impacto sobre as exportações de carne brasileira das denúncias da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, disse o mesmo profissional.

Os riscos relacionadas à reforma da Previdência e possíveis quebras de sigilo de delações da Odebrecht, além de eventual aumento de impostos nesta semana, também estão no radar.

Às 9h39, o dólar à vista renovou máxima aos R$ 3,1160, em alta de 0,56%. O dólar futuro para abril estava em alta de 0,64%, aos R$ 3,1240.

Tópicos

dólar