Em Cartaz

Das revelações aos consagrados

Com Vanessa da Mata entre os sócios, casa de shows paulistana reunirá novatos, medalhões e até grupos folclóricos

Crédito: Divulgação

ACOLHEDORA Vanessa no espaço ainda em obras: programação terá shows abertos para a rua (Crédito: Divulgação)

A ideia de um espaço capaz de influenciar a renovação da música brasileira sem dar as costas para a tradição uniu dois empresários do showbiz à cantora e compositora Vanessa da Mata. “Há carência de lugares que valorizem a música folclórica e possam ao mesmo tempo acolher nomes consagrados”, diz Vanessa. Ela própria irá gravar um DVD ao vivo na casa que abre as portas para o público em São Paulo na quinta-feira 11. Seus sócios são Paulinho Rosa, dono do Canto da Ema, e Edgard Radesca, do jazzístico Bourbon Street Music Club. Adaptar-se ao tamanho do público de cada atração foi uma das premissas do projeto, assinado pelo premiado escritório Triptyque Architecture. Ele permite que alguns shows possam ser vistos da rua. “É uma possibilidade de ampliar, de forma consistente, o acesso à produção que já incentivamos, criando um relacionamento mais perene com o público”, afirma Fernanda Paiva, diretora da Natura Musical. A marca que patrocina a casa mantém há 12 anos uma plataforma para revelar novos talentos e preservar a memória da música brasileira. “A nossa parceria vai além da assinatura do espaço”, diz Fernanda. Após abrir com Lenine, Baby do Brasil e Mart’Nália, a Casa Natura Musical terá shows de artistas “da casa”: O Terno (com Tulipa Ruiz), Tom Zé e 5 a Seco.