Cultura

Conheça 5 roteiros inspirados no Oscar 2017

CALCUTÁ, 30 JAN (ANSA) – Hollywood se prepara mais uma vez para realizar a cerimônia mais importante e esperada do cinema mundial, o Oscar, que neste ano acontecerá na noite de 26 de fevereiro.   

E com isso, neste período de espera, alguns dos filmes indicados à premiação, como o musical “La La Land: Cantando Estações” e o drama “Manchester à Beira-Mar”, acabam sendo os mais assistidos ao redor do mundo. Por isso, o site de reserva de hotéis “Booking” reuniu cinco destinos que foram locações de alguns dos principais longas do Oscar. “La La Land: Cantando Estações”, Los Angeles – O queridinho das telonas e o favorito da cerimônia deste ano é, sem dúvidas, o filme “La La Land: Cantando Estações”, do cineasta Damien Chazelle e que, protagonizado pelos atores Emma Stone e Ryan Gosling, conquistou os sete prêmios aos quais foi indicado no Globo de Ouro. Com um ar retrô e muitas referências e homenagens a clássicos musicais hollywoodianos, o filme conta a história de um pianista de jazz (Gosling) e de uma aspirante a atriz (Stone) que procuram transformar os seus sonhos de sucesso em realidade e que, no meio do caminho, acabam se apaixonando.   

O longa se passa em Los Angeles, nos Estados Unidos, destino perfeito para quem gostaria de encontrar algumas estrelas durante a viagem. A cidade também é dona de uma agitada e animada vida noturna e foi recomendada pelos usuários do “Booking” também pela sua história, arquitetura e gastronomia.   

Além disso, na cidade, mais especificamente no encontro entre as estradas 105 e 110, se encontra a passarela onde foi filmada a sequência musical inicial da película. Lá, também é possível visitar o apartamento rosa de Mia (Stone), o restaurante onde Sebastian (Gosling) toca e, é claro, os estúdios cinematográficos Warner Bros.   

“Manchester à Beira-Mar”, Massachusetts – Após o sucesso da sua estreia no norte-americano Sundance Film Festival e de várias avaliações positivas, como a do site especializado “Rotten Tomatos”, o longa “Manchester à Beira-Mar” é um forte candidato a ganhar o Oscar de Melhor Filme entre outras categorias.   

O drama é estrelado pelos atores Casey Affleck e Michelle Williams, que estão concorrendo nas categorias de Melhor Ator e Atriz, respectivamente, e dirigido pelo cineasta Kenneth Lonergan e conta a história de um faxineiro de Boston (Affleck) que é obrigado a voltar a sua cidade natal para cuidar do seu sobrinho depois que o pai do menino, e seu irmão, morre.   

O filme é ambientado em algumas cidades costeiras de North Shore, região do estado norte-americano de Massachusetts, entre as quais Gloucester, Rockport e Beverly. Na região, é recomendado, entre outras atividades, alugar um carro e explorar a área, visitando, por exemplo, os municípios de Boston e Cambridge.   

“Lion: Uma Jornada para Casa”, Índia e Austrália – Também indicado para a categoria de Melhor Filme do Oscar está o longa “Lion: Uma Jornada para Casa”, obra baseada na história real de Saroo, menino indiano de 5 anos que acaba se perdendo da família em uma estação de trem em Calcutá, na Índia, e acaba sendo adotado por uma família australiana.   

Interpretado por Dev Patel, o garoto vai crescendo e começa a ter memórias de sua vida na cidade indiana com seus pais biológicos. Assim, com 25 anos o jovem começa a procurar sua verdadeira família usando a ferramenta Google Earth.   

O longa, que também conta com a atuação de Rooney Mara, Nicole Kidman e David Wenham e com a direção de Garth Davis, se passa em Calcutá e em várias localidades da Austrália, como a cidade de Hobart, na Tasmânia, e Melbourne. “Até o Último Homem”, Richmond, Austrália – Dirigido pelo ator e cineasta Mel Gibson, o filme “Até o Último Homem” é uma épica cinebiografia ambientada na Segunda Guerra Mundial e foi o mais premiado do Australian Academy of Cinema and Television Arts (Aacta) Awards deste ano.   

O longa conta a história do médico do Exército Desmond T. Doss, interpretado pelo ator Andrew Garfield, que demostrou grande heroísmo ao se recusar a pegar em amas durante a guerra, mas salvando 75 pessoas na ala médica durante a Batalha de Okinawa.   

Doss foi o primeiro Opositor Consciente da história dos Estados Unidos a receber a Medalha de Honra do Congresso. Mesmo a famosa batalha tendo ocorrido no Japão, algumas cenas do filme foram gravadas na pequena cidade de Richmond, no subúrbio da capital Melbourne, na Austrália. O ambiente foi “reconstruído” temporariamente para refletir bem a época da 2ª GM. O município se localiza perto do belo Parque Nacional Blue Mountains, que é uma das grandes atrações para quem quiser visitar a região.   

“Moonlight: Sob a Luz do Luar”, Miami – Um outro filme independente e que com certeza pode ter destaque na premiação do Oscar deste ano, principalmente nas categorias de Melhor Filme e Melhor Diretor, é “Moonlight: Sob a Luz do Luar”, longa que já foi indicado ao Globo de Ouro e foi escolhido como a melhor obra no Los Angeles Critics Association.   

O drama conta a história de Chiron, jovem negro interpretado por Trevante Rhodes, que, da infância à vida adulta, luta para descobrir sua própria identidade sexual e sua masculinidade em uma jornada de auto-conhecimento enquanto tem que lidar com a criminalidade e um mundo de drogas da periferia de Miami.   

Como o filme se passa na cidade norte-americana, os usuários do “Booking” recomendam explorar a cidade e seu litoral, aproveitar para fazer compras em lojas de grandes marcas e em boutiques escondidas, se deliciar em restaurantes da mais fina gastronomia e se divertir na animada vida noturna, cheia de emoção e arte.   

(ANSA)