Finanças

Bolsa de Tóquio encerra em queda, com foco em BCs e Coreia do Norte

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta sexta-feira no menor nível desde o final de maio, em meio ao aumento da tensão geopolítica e ao reposicionamento dos investidores em relação às expectativas sobre política monetária dos principais bancos centrais do planeta.

O índice Nikkei recuou na sessão 0,32%, para 19.929,09 pontos. Na semana, a baixa foi de 0,52%. Entre as principais perdas hoje estão as ações de bancos – o Mizuho Financial Group caiu 0,82% e o Mitsubishi UFJ Financial cedeu 0,95%.

Como pano de fundo para a relativa cautela vista hoje nos mercados está a tensão geopolítica envolvendo a Coreia do Norte, que anunciou nesta semana o teste com um míssil intercontinental. Os Estados Unidos e a Coreia do Sul responderam com exercícios militares similares e o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) fez reunião para tratar do tema. Investidores aguardam os posicionamentos dos principais líderes mundiais hoje, durante a reunião do G-20, em Hamburgo (Alemanha).

Além disso, há a ideia de que os bancos centrais começarão em breve a diminuir os programas de estímulos monetários, que estão em curso desde o estouro da crise financeira de 2008. O sentimento foi reforçado ontem pela ata do Banco Central Europeu (BCE). Fonte: Dow Jones Newswires.