Comportamento

Belga é escolhido para vaga disputada de eremita na Áustria

Belga é escolhido para vaga disputada de eremita na Áustria

O eremitério de Saalfelden, próximo a Salzburgo - Saalfelden Leogang Touristik/AFP/Arquivos

Não há água corrente nem eletricidade, mas mais de 50 pessoas se candidataram para ocupar um dos últimos eremitérios da Europa central, na Áustria. O escolhido é um belga de 58 anos, anunciou nesta quarta-feira o município de Saalfelden.

“Escolhemos Stan Vanuytrecht porque sua personalidade nos seduziu. Irradia serenidade e força”, explicou em um comunicado Erich Rohrmoser, prefeito desta comuna, situada perto de Salzburgo (oeste).

Vanuytrecht, topógrafo aposentado, ex-oficial de artilharia e diácono, ficou surpreso com a notícia.

“Pensava que não tinha nenhuma chance”, disse à agência austríaca APA.

“Quando li a descrição do eremitério de Saalfelden, pensei: ‘é um lugar para mim, é onde quero estar'”, acrescentou Vanuytrecht, que assumirá a função de eremita em 30 de abril.

À beira de um penhasco de 1.400 metros de altura, o eremitério oferece uma esplêndida vista dos Alpes na região de Salzburgo. Dedicado a São Jorge, a cada verão é visitado por centenas de peregrinos.

Criado há mais de 350 anos, o eremitério de Saalfelden esteve quase sempre ocupado.

Depois de ser assumida durante doze anos por um monge beneditino, a função eremita foi ocupada no verão passado por um ex-sacerdote e psicoterapeuta vienense, que optou por retornar à vida civil depois de seis meses.

Devido ao seu caráter muito espartano, o eremitério é ocupado apenas de abril a outubro, e o residente é livre para passar o inverno em outro lugar.