A semana

O pré-sal socializado

O Senado aprovou na madrugada da quinta-feira 10 a emenda do senador Pedro Simon (PMDB-RS) que estabelece que a divisão dos royalties do pré-sal tem de se dar de forma igualitária entre todos os Estados e municípios brasileiros – atualmente os Estados produtores de petróleo recebem bem mais para compensar os impactos ambientais. Se a emenda (que inclui áreas já licitadas) for aprovada na Câmara e receber a chancela de Lula, os Estados que produzem verão suas parcelas encolher. A União, para ficar bem com todas as partes às vésperas das eleições, tirará, então, de sua própria parcela a quantia necessária para cobrir a diferença aos Estados produtores.