A semana

Avisem o Bope: furadeira não dispara bala

Com o filme “Tropa de Elite”, o cinema nacional já reverenciou a turma da polícia do Rio de Janeiro (Bope) que gostava de torturar enfiando saco plástico na cabeça de preso algemado. Como o filme já está sendo espichado para uma rentável parte dois, dá tempo de nele incluir: na terça-feira 18, no Morro do Andaraí, um trabalhador foi fuzilado à queima-roupa em sua casa por um policial do Bope. O chefe de família estava usando uma furadeira. O policial (que pertence à elite da tropa) confundiu o som da broca com rajada de metralhadora.