A semana

O barbeiro de Picasso

O barbeiro de Picasso

Ao longo de 26 anos, o pintor espanhol Pablo Picasso frequentou um único barbeiro: Eugenio Arias. Os dois eram comunistas e se conheceram em Paris, exilados, durante a ditadura de Francisco Franco. De volta à Espanha, Arias continuou cortando o cabelo de Picasso. Somente ele podia tocar a cabeça do artista, que acreditava que se outra pessoa o fizesse (incluídos os amigos e as mulheres) ele perderia a criatividade. Picasso presenteou Arias com 54 de seus quadros (entre eles Retrato de Jacqueline, foto). Desde a segunda-feira 12 a coleção do barbeiro está exposta em Madri.