Artes Visuais

Documentos da ditadura

Entre atos - 1964-68/ MAC USP, Cidade Universitária, SP/ até 1º/ 8

Documentos da ditadura

img.jpg

O Museu de Arte Contemporânea da USP foi fundado em 1963, envolto em tensões políticas, que um ano depois teriam um impacto definitivo nas artes plásticas brasileiras. Em 1964, um dos maiores historiadores da arte brasileira, o professor Walter Zanini assumiu a direção do museu, com a difícil tarefa de mediar novas tensões do campo da arte, como o surgimento da arte conceitual e seu embate com o cenário de asfixia política gerado pela ascensão da ditadura. Com curadoria das pesquisadoras Ana Magalhães, Cristina Freire e Helouise Costa, a exposição ?Entre Atos? resgata do acervo do MAC a produção artística brasileira realizada neste contexto, mais especificamente entre os anos 1964 e 1968. Ao todo, são 113 obras selecionadas de artistas como José Roberto Aguilar, Cybèle Varela, Nelson Leirner, Arnaldo Ferrari, Iberê Camargo, Cláudio Tozzi, Antonio Henrique Amaral e Mira Schendel. ?Esses trabalhos são verdadeiros documentos desse tempo. Não no sentido ilustrativo, mas como verdadeiros registros?, afirma Ana Magalhães.

Essa exposição é a primeira de uma série, que apresentará, até 2011, outros trabalhos do acervo produzidos durante os períodos de 1969-1974 e 1975-1985. A atual mostra está dividida em três sessões: Plano, Figura e Gesto, termos que fogem à nomenclatura tradicional das curadorias de arte- política. Os trabalhos apresentam uma gama de experimentações formais e linguagens poéticas, que vão desde o abstracionismo informal até a influência da arte pop. ?O que está em questão na exposição é conseguir retirar da reserva técnica do museu obras que nunca mais foram vistas pelo público?, comenta a curadora. Um exemplo é a obra ?Mulher Tatuada? (foto), de Ubirajara Ribeiro, na qual uma pintura- ready-made, realizada em uma tampa de privada, retrata uma mulher caricata exibindo escrituras em seu pescoço, que podem muito bem ter sido feitas previamente ao desenho do artista. Prêmio do 2º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, um dos mais importantes para jovens artistas durante a década de 1970, ?Mulher Tatuada? é exibida ao público pela primeira vez desde então.

Entre Atos-1964/1968