A semana

Comendo menos, mas enfartando mais?

Está proibido na União Europeia um dos mais consumidos inibidores de apetite: a sibutramina. Motivo: estudo com dez mil pacientes revelou que o medicamento aumenta em 16% o risco de infarto e demais doenças cardiovasculares. Também no Brasil a sibutramina vem sendo consumida em ampla escala. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve seguir a recomendação de proibição do remédio.