Comportamento

A dúvida Cielo

Por que o maior nadador do Brasil corre o risco de ficar fora dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro

A dúvida Cielo

Campeão: Cielo terá última chance de conseguir vaga ao competir no Troféu Maria Lenk, em abril (Adam Pretty/Getty Images)

Cesar Cielo, grande nome da natação brasileira, pode perder o título de maior aposta do País na Olimpíada do Rio de Janeiro. Campeão olímpico em Pequim, em 2008, e tricampeão mundial, o nadador é, hoje, uma dúvida. Desde dezembro, mês da primeira seletiva para definir o time nacional nos Jogos, ele vem dando sinais de que já não é mais o nadador de outros tempos. No campeonato mais recente, o Grand Prix de Orlando, realizado entre os dias 3 e 5 de março, chegou em sexto lugar na final dos 50m livre. Foi superado por outro brasileiro, Ítalo Duarte, que ficou em quarto. 

1Cielo.jpg

Campeão: Cielo terá última chance de conseguir vaga
ao competir no Troféu Maria Lenk, em abril

 
Agora, Cielo está focado na preparação para o Troféu Maria Lenk, em abril, sua segunda e última chance para conseguir uma vaga para as competições no Rio. Na primeira tentativa, em dezembro passado, durante o Torneio Open, o resultado foi preocupante. Cielo chegou em 11º lugar nos 100m livre e desistiu de competir os 50m livre. Antes, em agosto, abandonou o Mundial de Natação, na Rússia, por causa de uma lesão no ombro, problema que já está sob controle. 
 
Também tem um histórico de doping em sua carreira. Em 2011, foi pego em um exame e recebeu uma advertência. Essa sucessão de incidentes prejudicou seu desempenho e aumentou a distância até o pódio. “Se analisarmos os últimos resultados pelo tempo, de fato ele não está na mesma forma que vimos em outros momentos”, diz o ex-nadador Fernando Scherer, que já foi empresário de Cielo. “Mas ele é um grande atleta. Quando subir no bloco no Maria Lenk, saberá o que precisa ser feito para ganhar”, completa. 
 
“Com domínio técnico para fazer a saída perfeita e a chegada certa e sabendo controlar a ansiedade, acredito que ele vai conseguir, sim, a vaga para a Olimpíada.” A disputa é na modalidade 50m livre. O nadador Bruno Fratus já tem lugar praticamente garantido por causa do índice conquistado no Torneio Open. Procurado por ISTOÉ, Cielo está no Arizona, Estados Unidos, e não pode conceder entrevista por estar concentrado nos treinos.
 
2Cielo.jpg