Gente

Doente do pé

Não foi fácil para o prefeito Eduardo Paes (PMDB) comandar o Carnaval carioca com uma bota robocop no pé direito, fraturado quando ele dançava em uma festa de fim de ano, na prefeitura

Doente do pé

Não foi fácil para o prefeito Eduardo Paes (PMDB) comandar o Carnaval carioca com uma bota robocop no pé direito, fraturado quando ele dançava em uma festa de fim de ano, na prefeitura. Mas o prefeito esforçou-se para não integrar o bloco doente do pé. Afinal, Paes gosta de samba.

GENTE-14-IE.jpg

Desfilou na Portela, beijou mão de porta-bandeira e visitou camarotes. Na foto abaixo, confraterniza-se com Caco Alzugaray, presidente executivo da Editora Três, o deputado federal Carlos Sampaio, líder do PSDB na Câmara, e o jornalista Chico Pinheiro. Paes defendeu a folia de Momo: “Tem gente que acha Carnaval supérfluo. Não só é a mais forte manifestação da nossa identidade cultural como aquece a nossa economia.” O prefeito rasga a fantasia em sua página no Facebook: “Que orgulho governar uma cidade que tem Mangueira, Portela, Salgueiro, Imperatriz e outras tantas agremiações!” Para ele, o Carnaval 2016 no sambódromo foi “o mais bonito de todos.”  

GENTE-15-IE.jpg