Edição nº2472 28.04 Ver edições anteriores

Olho na oferta

O leilão de 150 mil toneladas de milho dos estoques oficiais na terça-feira 16 pode agravar o abastecimento do produto no Brasil

O leilão de 150 mil toneladas de milho dos estoques oficiais na terça-feira 16 pode agravar o abastecimento do produto no Brasil. Será a segunda oferta em fevereiro e o governo só tem 1,4 milhão de tonelada em mãos. Se não chover em abril e maio, a segunda safra será afetada. Pior. Houve queda no plantio da primeira colheita de 420 mil hectares, ou seja, 7% da produção. A crise na oferta já obriga importar os grãos da Argentina, Bolívia e Paraguai. Aliás, volumes que tendem a crescer. De muito uso na alimentação animal e indústrial, a saca de 60kg do milho vale hoje cerca de R$ 40,00, o dobro do valor há um ano.

BOE-04-IE.jpg

Justiça
Se for o seu sonho…

Dezessete urnas funerárias estão entre os produtos a serem leiloados na terça-feira 16 pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Os lotes – com modelos populares e luxuosos – poderão ser arrematados presencial ou virtualmente, a partir das 10h. O lance mínimo é R$14,5 mil para o caixão completo, que vale no mercado mais de R$70 mil. Constam da relação do pregão outros itens estranhos como pele de coelho, cogumelos do sol e biscoitos amanteigados. Até julho, a Justiça do Trabalho de SP fará mais 14 vendas. Em 2015 foram 32 pregões – receita de R$ 252 milhões. O que se arrecada quita dívidas trabalhistas.

Luxo
É grave a crise

Fechou as portas em São Paulo, a única revendedora de automóveis da Rolls-Royce na América Latina. Foi inaugurada em outubro de 2012 “como resultado do crescimento econômico do País e da demanda expressiva por produtos de alto luxo pelos brasileiros”. Os carros britânicos não custavam menos de R$ 2 milhões.

Governo federal
O famoso quem

Alguém se lembra do nome do responsável pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas? Em 2011, o Ministério da Justiça lutou muito para levar a então Senad para a sua estrutura, tirando-a do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Os militares, que controlavam a área, constantemente se perguntam se a troca valeu a pena.  Em tempo: o atual secretário é Luiz Guilherme Mendes Paiva.

Zika
Pelo ar

A guerra ao Aedes aegypti tem deixado muitos gabinetes com a luz acesa até mais tarde, em Brasília. Na semana passada, na Casa Civil da Presidência da República, um dos debates foi sobre o uso de aviões para aplicar inseticida em regiões com forte presença do mosquito. Não houve consenso. A prática é comum nas lavouras, protegendo as culturas contra as pragas, mas muitos brasileiros condenam a atividade da aviação agrícola, por associarem defensivos agrícolas com agrotóxicos. A necessidade de rapidez no combate ao Aedes deve acelerar uma definição.

BOE-02-IE.jpg

Literatura
Evangélico moderno

O mundo digital também chegou às Sagradas Escrituras. No ano passado, enquanto a distribuição de bíblias impressas cresceu 0,1% (7,6 milhões de unidades), as obras em formatos digitais subiram 16% (397 mil publicações).

Carnaval 2016
Nada de política

A realidade do carnaval de rua passou longe da imaginação dos empresários. Nas principais capitais do País encalharam as máscaras de políticos investigados ou presos na Lava Jato. Ao invés de rostos com as faces de Eduardo Cunha ou do senador Delcídio do Amaral, por exemplo, os foliões optaram por trajes leves, descontraídos e fantasias divertidas como as do mosquito da dengue.

BOE-06-IE.jpg

PT
Na gaveta

Se algum condenado por desvios na Petrobras cogita recorrer à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA é bom mudar de plano. Até hoje o órgão não analisou a queixa feita por José Dirceu em 2014, questionando o seu julgamento no mensalão. E nem tão cedo irá fazê-lo. Os casos discutidos no ano passado foram recebidos em 2006 e 2007. E quando a comissão estudar a petição do ex-ministro, o governo brasileiro será ouvido, antes da remessa dos autos à Corte. Ou seja, Dirceu pode esperar sentado – na cadeia ou em prisão domiciliar.

BOE-03-IE.jpg

Tem mais
Olha o japonês!

A Polícia Federal encheu os tanques de suas viaturas. Novas incursões de alto impacto estão prestes a ser deflagradas em vários estados. Ampliarão o elenco de capturados das operações Lava Jato, Zelotes e Acrônimo.

Mídia
Dia D

Pela primeira vez na história dos Diários Associados uma assembleia foi convocada a revelia de seu diretor-presidente. Na quinta-feira 18, em Brasília, 21 membros do condomínio vão pedir explicações a Álvaro Teixeira da Costa, desde 2002 no cargo, sobre o modelo de negócio que deixou o grupo a beira da recuperação judicial – em especial a acelerada venda de ativos. Se não for convincente ele poderá ser implodido do posto.

Internacional
Identidade revelada

No Brasil até hoje se debate as sessões ao vivo do STF, transmitidas pela TV Justiça. Há vozes a favor e contra. Longe daqui, um curioso caso de exposição ocorreu no Tribunal Penal Internacional, há 15 dias. Foi no julgamento do ex-presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo. Um defeito técnico fez vazar o áudio das discussões entre promotoria e defesa, tornando público os nomes de testemunhas protegidas. Além de um inquérito, o fato gerou apreensão. O tribunal depende muito desses depoentes, chamados “insiders”. Teme-se que a revelação de identidades afete futuros julgamentos.

BOE-01-IE.jpg

Brasil
Viva o mosquito

Fabricantes do teste rápido para diagnóstico da dengue estão de braços cruzados. Falta matéria prima para a produção em série. O material, importado, está preso no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, por conta da burocracia e indigência crônicas do Governo Federal.

Alimentos
Ufa!

O Ministério da Agricultura publicará decreto na terça-feira 16, simplificando as exigências para aprovação de rótulo com o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF). A partir de agora, com o protocolo do pedido em mãos, será permitido aplicar na embalagem o atestado de qualidade do produto de origem animal. Até então, a espera era de quase um ano.

Trabalho
Rota da romaria

Com a onda de desempregos nas grandes cidades brasileiras, a migração de mão de obra cresceu muito no Brasil. Basta correr a informação de que em uma cidade há muitas ofertas de trabalho e uma massa de demitidos corre para lá. Uma das últimas romarias foi para Três Lagoas (MS). A Fibria e a Eldorado Brasil vão oferecer de 4 mil a 10 mil vagas na expansão de suas plantas de celulose, nos próximos dois anos.

Cultura
Pires na mão

O maior sucesso da temporada teatral carioca neste início de ano foi o musical “Auê” – direção de Duda Maia, trilha sonora de Alfredo Del Penho. O espetáculo superlotou o SESC-Copacabana. Apesar disso não tem patrocínio e luta para atender os pedidos de seus inúmeros fãs: uma nova temporada e o lançamento de um CD. Para a bolacha, a produtora Andréa Alves já partiu para o “crowdfunding” – a velha e boa “vaquinha”.

BOE-05-IE.jpg

Fotos: Divulgação; Gabriel Rosa/SMCS 


Mais posts

Ver mais

Recomendadas