Edição nº2492 15.09 Ver edições anteriores

Água imprópria para crianças

Qualidade ruim da água leva escola em São Paulo a lacrar bebedouros e a distribuir água mineral aos alunos

A Escola da Vila, em atividade há 35 anos e uma das mais renomadas instituições de ensino da cidade de São Paulo, lacrou na última quarta, 9 de fevereiro, os bebedouros da sua unidade no bairro do Morumbi, na zona sul, após receber um laudo informando que a água fornecida pela Sabesp não oferece condições adequadas para consumo humano. Foram fechados também os bebedouros da Unidade Butantã como medida preventiva enquanto a administração aguarda o laudo sobre a água desse local.

A Sabesp foi avisada do problema e, segundo sua assessoria de imprensa, deve fazer os testes necessários para diagnosticar a causa da qualidade ruim. A assessoria da companhia informou também que a responsabilidade da Sabesp vai apenas até o cavalete (onde fica o relógio medidor do consumo de água). Dali para dentro, é com o proprietário. 

Em comunicado distribuído aos pais, a Escola da Vila informou que realiza periodicamente laudos sobre a qualidade da água da Sabesp, além de lavar e higienizar as caixas de água e os bebedouros. Os testes são repetidos a cada três meses desde 2001. A carta diz ainda que até haver garantia de que a água está em condições de consumo, a escola dará água mineral aos alunos. Segundo a assessoria de imprensa da Escola, foi a primeira vez, em mais de uma década, que o laudo revelou qualidade imprópria da água.
 


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.