Comportamento

Crentes e Famosos

Igreja dos astros, a cientologia é apontada como uma das causas da separação de Tom Cruise e Nicole Kidman e ganha adeptos no Brasil

Várias hipóteses foram levantadas para justificar a separação de Tom Cruise, 38 anos, e Nicole Kidman, 33, após dez anos de convivência. A incompatibilidade do casal de conciliar agendas. A insistência de Nicole em se mudar para a Austrália… Mas as amigas mais próximas da atriz garantem que o pivô da crise é outro. Nicole estaria cansada do fanatismo do marido pela cientologia, religião fundada nos anos 50 nos Estados Unidos e responsável por arregimentar esquadrões de celebridades naquele país. Nos corredores da sede de Los Angeles, transitam estrelas como John Travolta, Kirstie Alley e Lisa-Marie Presley. As últimas fofocas sugerem, inclusive, que Tom Cruise pode ter pedido o divórcio para assumir um romance com a filha de Elvis Presley.

Tom Cruise pode ter um romance com Lisa Presley (acima), adepta da filosofia

O que há de tão especial na cientologia para causar até a ruptura de um casal? Recentemente, ela se tornou um dos temas mais combatidos na internet, onde uma infinidade de sites questionam as crenças e realizam uma devassa na vida de seu criador: Lafayette Ron Hubbard. Antes de fundar sua igreja, o guru era conhecido como escritor de best-sellers de ficção científica. Um de seus maiores sucessos, Battlefield Earth (1982), virou filme em 2000, produzido e estrelado por John Travolta, 47 anos, um dos mais fervorosos seguidores da cientologia. Traduzido no Brasil como A Reconquista, o longa-metragem foi um fracasso de bilheteria e é apontado como o favorito para o troféu Framboesa de pior filme do ano. Mas Travolta, seguidor de Hubbard desde os 21 anos, promete uma continuação de A Reconquista para 2002. “A perseguição acontece no início de todas as religiões. Com a cientologia não é diferente, e tudo por ignorância”, diz Travolta. A fé do ator e de sua mulher, a também atriz Kelly Preston, é tão grande que o casal contratou uma equipe médica para fazer o parto do filho Jett em casa e Kelly, obediente aos preceitos da igreja, não deu um único grito. Hubbard, morto em 1986, pregava a realização do parto no mais absoluto silêncio por acreditar que os gritos da mãe e o barulho do hospital traumatizam a criança. “Na cientologia, as pessoas são felizes e seguras. Os ensinamentos de Hubbard mudaram minha vida”, completa Travolta.

John Travolta é fervoroso: “Os ensinamentos mudaram minha vida”

A felicidade de todos parece ter sido o maior objetivo do grande guru. Em 1950, aos 39 anos, ele lançou o livro Dianética: a ciência moderna da saúde mental, prometendo uma técnica inovadora de psicanálise. A dianética foi o embrião da cientologia. A diferença é que a primeira tenta desvendar a mente humana e a outra, o espírito. Ambas pregam, entretanto, que todos os acontecimentos ruins do passado ficam armazenados na forma de “engramas” em uma gaveta da memória chamada “mente reativa”. Engrama foi o nome escolhido por Hubbard para batizar os bloqueios e traumas que impediriam o funcionamento saudável da mente. Os engramas e a mente reativa seriam os maiores inimigos do indivíduo.