A semana

Anulado processo contra o assessor acusado de planejar a morte do prefeito

Anulado processo contra o assessor acusado de planejar a morte do prefeito
Doze anos após o sequestro e assassinato do então prefeito de Santo André Celso Daniel, o STF anulou na semana passada o processo contra o empresário Sérgio Gomes da Silva, que era amigo pessoal e assessor da vítima – é sobre ele que pesava a acusação de ser o mentor do crime. Celso Daniel foi sequestrado em São Paulo em 2002 ao sair de uma churrascaria, e quem dirigia o carro era o amigo. O STF acolheu o argumento do advogado Roberto Podval de cerceamento do direito de defesa, uma vez que ele foi impedido de participar das audiências de outros acusados da morte do prefeito, hoje já condenados. A decisão da Corte não extingue o processo, apenas o anula e beneficia demais os condenados que já cumprem pena: serão refeitos interrogatórios e perícias. Para a polícia o sequestro foi crime comum; para o Ministério Público houve motivação política: Celso Daniel teria sido morto porque pretendia frear esquema de corrupção na prefeitura.