Edição nº2488 18.08 Ver edições anteriores

O jantar para Alckmin e a força-tarefa de FHC para levantar Aécio

João Doria Jr. reúne cúpula dos tucanos e empresários em esforço na reta final da campanha presidencial

gisele1-R.jpg

O jantar na mansão da rua Itália, no Jardim Europa, em São Paulo, na noite de segunda-feira 15, era para o governador Geraldo Alckmin e estava programado há um mês, mas o anfitrião João Doria Jr., eleitor declarado do PSDB, transformou o encontro com políticos e empresários numa espécie de força-tarefa na tentativa de impulsionar a campanha do candidato tucano Aécio Neves, estacionada em terceiro lugar, a 20 dias das eleições. 

“O importante é a caminhada”, diz Aécio

Primeiro a falar, Aécio fez um discurso de seis minutos para uma plateia solidária. “Eu tenho uma característica, não sei se é discurso ou se é defeito, mas quem não me conhece, pode ter certeza: o Aécio que esta aqui é o Aécio que estava neste mesmo lugar há seis meses, com as mesas convicções”, lembrou, em referência ao jantar na mesma casa, com o mesmo púlpito na parece repleta de obras de Di Cavacanti, à época do lançamento de sua candidatura. “Essa seja talvez a minha melhor companhia de viagem: a verdade, a coerência. São as minhas convicções e a minha coragem de defendê-las em qualquer campo. Vou fazer isso até o ultimo instante dessa campanha”, discursou. Concluiu citando Guimarães Rosa: “O importante não é a partida nem a chegada. O importante é a caminhada”.

gisele4-R.jpg
Nizan Guanaes e José Serra

Couscous marroquino com Gerdau, Marcelo Odebrecht e Trabuco

Alckmin, Fernando Henrique Cardoso e Aécio Neves dividiram a mesa número 3, do anfitrião João Doria, com Jorge Gerdau, Marcelo Odebrecht, Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco, e os empresários Pedro Passos, da Natura, e Rubens Ometto, da Cosan. Entre as outras 11 mesas que ocupavam o salão principal e a varanda, José Serra, que chegou por volta das 22h30, a primeira-dama Lu Alckmin e ACM Neto  jantaram com anfitriã Bia Doria. No Menu da Chef Morena Leite, couscous marroquino com brotos e legumes Confit na entrada e nhoque de abóbora com molho de salvia como prato principal foi apreciado por gente como Nizan Guanaes, Tutinha, o inventor do Pânico, e a estilista Martha Medeiros. O linguado em crosta de quinua recheado com pupunha e flan de banana da terra foi servido com vinhos franceses Sancerre Comte Lafond Blanc 2012 (Baron de Ladoucette & Comte Lafond, do vale do Loire) e Mercurey 2007 (Chanson Pêre & Fils, da Borgonha).

gisele3-R.jpg
Gerdau, Marcelo Odebrecht e Luiz Carlos Trabuco assistem ao discurso de Aécio 

FHC cita Catilinárias: “ Até onde vai a infinita audácia?”

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se encarregou de levantar a plateia, que o aplaudiu de pé. FHC contou que chegar dos Estados Unidos onde foi receber mais um título doutor Honoris Causa, na Universidade de Chicago. “Cheguei a conclusão que quando querem que eu fale de graça me dão um título de doutor Honoris Causa. O grand-tucano emendou a volta da viagem contando de seu espanto ao tomar conhecimento do noticiário sobre os novos capítulos da Petrobrás. Lançou mão de seu latim para citar trecho das Catilinárias (série de discursos de Cícero, cônsul romano, declaradas contra Catilina em 63 a.C. ( Quo Usque  tandem aburetere, Catilina, patientia nostra? Quem ad finem ses effrenata iactabit audacia?)  “É todo Catilina: Até quando abusarás da nossa paciência? Até onde vai a sua infinita audácia?”, citou Fernando Henrique. “Estão arruinando moralmente o Brasil. Aécio, vamos lutar até o fim para que você ganhe essa eleição. Eleição se ganha no dia.”

gisele2-R.jpg

FHC lembra que perdeu uma eleição no último dia

No discurso, FHC ainda riu de si mesmo lembrando que perdeu a eleição para Jânio Quadros no último dia da campanha para prefeito de São Paulo. “Ainda bem”, divertiu a plateia, com suas próprias risadas. “Depois fui eleito presidente da República.” O ex-presidente passou o bastão do último discurso da noite para o governador de São Paulo.“Não para deixar o Brasil no caminho em que está. Precisamos de mais gente. E o baluarte da mudança será Geraldo Ackmin”, terminou, emendando: “Não são palavras de desespero, mas de convicção.”

Alckmin faz piada com chuva

“Vinte dias é um século em política”, animou Alckmin, elogiando ainda a presença de José Serra no jantar. “Campanha não é fácil.” Com semblante descansado pela liderança com folga nas pesquisas para sua reeleição. Alckmin fechou a noite contando causos e ainda fez piada com a chuva,  tema recorrente em São Paulo por conta da crise no abastecimento. Lembrou do ex-ministro da Agricultura , Roberto Rodrigues contando a historia de um vizinho de Guaíba que, em viagem por Paris, ligou para saber como tudo estava. “Aqui tá chovendo”, respondera o interiorano. “Aqui em Paris também tá chovendo. É geral.” O jantar, que começara às 20h30, terminou por volta da meia noite, com mais uma gracinha de Alckmin para a anfitriã, que elogiava as pernas de dona Lu Alckmin. “Estou ensinando ao João (Doria) que, quando elogiam a beleza da sua mulher, você responde: É porque o casamento é bom”.

GENTE-01-IE-2338.jpg

Luciana Gimenez parece ter seu próprio planeta. O mundo da Lu é divertido, autêntico e, ao contrário do trocadilho que indica distração, ligadíssimo. Pop chic na medida do radar internacional, a apresentadora da Rede TV! está em negociação avançada para participar novamente da bancada do “The View”, programa na rede americana ABC, que tinha a apresentação de Barbara Walters e que agora segue com a atriz Whoopi Goldberg. Até o fim do ano, como antecipa a edição de setembro da revista IstoÉ Gente, a escorpiana Luciana volta a brilhar ao lado da escorpiana Whoopi. No ensaio de capa (foto), Luciana posou para J.R. Duran, com direção criativa de Luis Fiod.

Balas

Jantares e campanhas

A temporada de jantares para candidatos está a mil. Prato principal: apoio político e financeiro. Na segunda-feira 15, um jantar para Geraldo Alckmin na casa de João Doria Jr. reúne Aécio Neves, FHC e empresários em São Paulo. Na mesma noite, Eduardo Suplicy, candidato do PT ao senado, reúne apoiadores em um restaurante paulistano.

Mais jantar

Beto Albuquerque, vice na chapa de Marina Silva, encontrou-se com 35 empresários e dirigentes de bancos num jantar reservadíssimo no hotel Emiliano em São Paulo. Estavam Flavio Rocha, da Riachuelo, Rafael Guinle, do BTG Pactual, entre executivos do Santander e do Merrill Lynch. Discursou também Paulo Bornhausen, filho de Jorge Bornhausen e candidato ao senado pelo PSB (SC), que marinou apesar das raízes paternas no velho DEM.

Nova dama para L.A.

GENTE-04-IE-2338.jpg

Suzana Pires está de malas prontas para Los Angeles. A atriz foi indicada ao prêmio de melhor atriz do Los Angeles Brazilian Film Festival por sua atuação no filme “A Grande Vitória”, de Stefano Capuzzi Lapietra, com coprodução de Fernando Meirelles. “Estou feliz. Vou a L.A., mas volto na semana que vem para trabalhar na minissérie”, diz Suzana. Ao lado de Walther Negrão, ela é coautora de “Dama da Noite”, minissérie sobre a cafetina Eny Cezarino, prevista para 2015. “Estamos reformulando a história, que foi ampliada de quatro para dez capítulos”, conta.

Requisitado

GENTE-03-IE-2338.jpg

Mal saiu da novela das nove “Em Família”, Reynaldo Gianecchini está cotado para outras duas produções: “Babilônia”, próxima trama de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, que substituirá “Império” no horário nobre da Globo em 2015, e para a próxima novela de Walcyr Carrasco, no horário das 23 horas. Enquanto define suas participações, a ator toca projetos paralelos a todo vapor. Começa a filmar o longa “Diminuta”, na Itália, e se prepara para a sequência de “SOS Mulheres ao Mar 2”, com Giovanna Antonelli. Giane também começou a turnê da peça “A Toca do Coelho”.

No rodízio do choro

GENTE-A-IE-2338.jpg

Numa eleição onde duas mulheres são protagonistas nas pesquisas, Aécio Neves foi perguntado por esta coluna se sua mulher, Letícia, tem ou poderia ter um papel em sua campanha: “Ela está amamamentando de duas em duas horas dois, um no peito e outro no outro. E ainda administrando o rodízio do choro”, suspirou, sorrindo, o candidato do PSDB à Presidência. “Os gêmeos ainda estão se recuperando e vão muito bem, mas eu não posso cobrar dela uma agenda de viagens, que certamente estaria fazendo se não fosse essa circustância.”

Pelas lentes de Diane

IEpag72e73_Gente-2.jpg

Para registrar os melhores momentos de seu backstage na Semana de Moda de Nova York, Diane Von Furstenberg carregou uma máquina fotográfica na bolsa. As lentes da diva fashion, ex-princesa e inventora do Wrap Dress nos anos 70 miraram a top Isabelli Fontana, que levou o namorado Di Ferrero para o camarim. Foi a primeira vez que a top brasileira desfilou para Diane. “Amei vê-la com o namorado lá”, disse a estilista. O roqueiro acompanhou a namorada, da maquiagem à manicure. Após o desfile, o casal também foi ao jantar after-party que Diane ofereceu para um grupo de amigos no studio dela, na região do Meatpacking. Também passou por lá Paris Hilton, que havia machucado a perna durante o dia e foi até o bar pedir gelo para servir de compressa. Cacá de Souza, PR da Valentino e Jay Jaegger também deram um rasante.
 


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.