A semana

O preço pela qualidade da educação

O preço pela qualidade da educação

Apesar de ter havido um aumento no total de universitários ingressantes nas faculdades brasileiras, o número de estudantes que concluem o ensino superior no País caiu pela primeira vez em dez anos. Hoje há um formando (36%) para cada três alunos ingressantes, enquanto em 2009 essa proporção era de 46%. Um olhar mais atento aos dados do Censo do Ensino Superior revela que os números, na verdade, podem representar o preço que se paga pela busca no aumento da qualidade no ensino superior no Brasil. Pelo menos foi essa explicação que o ministro da Educação, Henrique Paim, usou para justificar a queda no número de diplomados. Para ele, a redução de formandos nada mais é do que o impacto de uma série de ações de supervisão e regulação realizadas pelo MEC há cinco anos, como a suspensão de processos seletivos, o fechamento de cursos e o descredenciamento de instituições. “Tão importante quanto a expansão do ensino é o cuidado com a qualidade”, disse.