A semana

O fiel e dedicado banqueiro

O fiel e dedicado banqueiro

Morreu na terça-feira 9, em Madri, um dos homens mais influentes da economia mundial: Emilio Botín Sanz de Sautuola García de los Ríos. Dedicou sua vida a uma única empresa, o Banco Santander. De representante dos serviços centrais à presidência da instituição financeira, o principal executivo e máximo acionista desenvolveu uma trajetória de 55 anos de árduo trabalho que levou o Santander à posição de maior banco da Espanha e um dos dez maiores do mundo. Foi dele também a agressiva estratégia de expansão internacional que garantiu ao grupo forte presença em mercados asiáticos, europeus e latino-americanos.No Brasil, o Santander é hoje o quarto maior banco – atua no País desde 2000, quando adquiriu o Banespa por R$ 7 bilhões. Emilio Botín foi vítima de um ataque cardíaco aos 79 anos. Um dia após sua morte, Ana Patricia Botín, uma de suas fi lhas, que já dirigia a filial britânica da companhia, foi nomeada presidente do grupo por unanimidade.