Em Cartaz

Arlindo Cruz e herdeiros

Um bom partideiro só chora versando, perpetuou o sambista Candeia (1935 - 1978) em "Testamento de Partideiro"

Arlindo Cruz e herdeiros

IstoE_Clip_ArlindoCruz_640.jpg

Confira o clipe de “Jogador”, uma das músicas do novo trabalho

CARTAZ-ARLINDO-IE.jpg

Um bom partideiro só chora versando, perpetuou o sambista Candeia (1935 – 1978) em “Testamento de Partideiro”. O carioca se tornou padrinho musical de Arlindo Cruz, com quem dividiu rodas de samba morro acima. Como o mestre, Arlindo ensina os mais jovens como se faz sambas românticos em “Herança Popular”, primeiro disco exclusivamente de composições suas para o qual se cercou de gente como Marcelo D2, Mr. Catra e Zeca Pagodinho. Herdeiro da mais nobre linhagem de sambistas, ele sabe que, como chorou Candeia, um bom samba é forma de oração.

CARTAZ-08-IE-2338.jpg