Em Cartaz

Pasolini, Uma Esfinge e Mestre Gil

O filme "Teorema", de Pier Paolo Pasolini, provocou escândalo ao ser lançado nos anos 1960 e aos 67 anos, Gilberto Gil lança um DVD no qual monta uma verdadeira árvore genealógica de sua carreira

Pasolini, Uma Esfinge e Mestre Gil

Pasolini, Uma Esfinge

passaloni_chamada.jpg

O filme “Teorema”, de Pier Paolo Pasolini, provocou escândalo ao ser lançado nos anos 1960. Na época, era chocante ver uma família (pai, mãe, filho e filha) ser seduzida por um homem (Terence Stamp) que se hospeda em sua aristocrática vila. Hoje a história já não causa tanta polêmica: o enredo ganhou cores de realismo fantástico, mas o seu âmago continua ambíguo – como o próprio Pasolini, que era  católico e marxista. Tanto ele quanto seu filme ainda não foram decifrados.

passaloni_capa.jpg

Mestre Gil

gil.jpg

Aos 67 anos, Gilberto Gil lança um DVD no qual monta uma verdadeira árvore genealógica de sua carreira. Em “Bandadois” ele revisita seus sucessos apenas ao violão e, dessa forma, mostra a complexa gênese das canções. Identifica suas fontes sonoras ao interpretar Dorival Caymmi e Jackson do Pandeiro. Para acompanhá-lo, convidou os filhos Bem (violão e pandeiro) e José (baixo), além de Maria Rita, filha de sua melhor intérprete, Elis Regina – que canta com ele “Amor Até o Fim”. Fecha assim o círculo sob os olhos encantados de seus
herdeiros musicais.