A semana

BMW é condenada pela morte do cantor João Paulo

Chegou ao fim a pendenga sobre a indenização que a família do cantor João Paulo pede à Justiça desde 1997 – foi nesse ano que ele morreu numa rodovia paulista, ao volante de seu BMW, quando o carro capotou. Os familiares da vítima (formava dupla com Daniel) alegaram que defeitos no compartimento de combustível causaram o acidente. A empresa sustentou que João Paulo dirigia de forma imprudente. Agora a BMW do Brasil e a da Alemanha foram condenadas a pagar R$ 500 milhões para a esposa e a filha do artista. Recorrerão da decisão judicial.