Comportamento

Seleções à procura de um QG

Mesmo sem classificação garantida para a Copa do Mundo, equipes já disputam centros de treinamento e hospedagem para servirem de base durante a competição

Seleções  à procura de um QG

EM CAMPO Delegação da França vistoria o Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (Natália Ely)

Brasil, Japão, Espanha, Austrália, Irã e Coreia do Sul são as únicas seleções já garantidas para a Copa do Mundo do ano que vem. Mas isso não impede que as outras equipes na disputa por uma vaga no Mundial 2014 sofram uma marcação cerrada de autoridades públicas e cartolas brasileiros que representam os chamados centros de treinamento de seleções (CTs). Esses locais estão credenciados pela Fifa para servir de quartel-general das delegações durante o Mundial e os municípios onde eles se encontram travam uma disputa para receber uma seleção estrangeira. Mesmo sem saber se estarão na disputa, os países estão conhecendo as instalações e as cidades onde deverão ficar, no mínimo, um mês.

chamada.jpg
EM CAMPO
Delegação da França vistoria o Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

Secretário de Esportes e Lazer de Caxias do Sul, Washington Cerqueira, ex-centroavante da Seleção, já entregou uma cartilha com informações da cidade para o vice-presidente da federação italiana, Demetrio Albertini, e aproveitou o período da Copa das Confederações no País, em junho, para se encontrar, em Brasília, com Tetsu Hirai, diretor da federação japonesa de futebol. Durante esse torneio, dirigentes de várias delegações estiveram por aqui e, consequentemente, o corpo a corpo feito pelos representantes dos 70 CTs habilitados – espalhados por 16 Estados – se intensificou. Neste mês, a Match Hospitality, empresa detentora dos direitos do Programa de Hospitalidade da Fifa, irá distribuir uma espécie de livro com todas as informações dos CTs brasileiros aos países que pretendem se adiantar no processo de escolha de seu quartel-general.

Faz cerca de um ano que chefes de delegações estrangeiras têm desembarcado no Brasil. Criteriosos, visitam centros de treinamento, vestiários, quartos de hotel, cozinhas e até lavanderias dos CTs. Somente em Itu, no interior de São Paulo, estiveram 12 comitivas desde o ano passado. A delegação da Alemanha foi lá três vezes – em uma delas, com o técnico da equipe, Joachim Löw. “Fomos aos dois hotéis credenciados. Eles se preocupam em acomodar bem os familiares dos jogadores e montar um media center para atender os jornalistas”, conta o prefeito Antonio Tuíze. O técnico da Bélgica, Marc Wilmots, também se reuniu com autoridades brasileiras, em Itu, e vistoriou o Estádio Noveli Júnior.

01.jpg

São Paulo é o Estado com mais CTs credenciados: 26. Segundo na lista com 11, o Rio Grande do Sul recebeu representantes de 13 seleções. Por causa da marcante presença da comunidade italiana no Sul do País, a federação russa, que tem como treinador o italiano Fabio Capello, esteve no Hotel e Spa do Vinho e no Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. “A Copa é negócio; o jogo é consequência”, diz Kalil Sehbe, coordenador-geral do Comitê Gestor da Copa 2014 do Rio Grande do Sul. No Mundial de 2010, na África do Sul, cada torcedor que acompanhava a sua seleção durante os treinamentos deixava na cidade, em média, R$ 11,5 mil, estimam gestores brasileiros do Mundial.

O Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), fechou com a França para uma pré-temporada antes do Mundial, segundo o presidente do clube, Gustavo Ferreira. “Os franceses ficarão hospedados no hotel JP e treinarão no CT Manoel Leão e no Estádio Santa Cruz”, diz ele. O grupo francês não se manifestou sobre a informação. Noruega e Suécia, países que pouco desfrutam do calor, estiveram em Porto Seguro, na Bahia, onde visitaram o Resort La Torre. A menos de um ano para a Copa, cada vez mais seleções irão ratificar a sua vaga e aí sim o mapa dos quartéis-generais dos times será revelado de vez.

IEpag71_CT.jpg
COMITIVA
O técnico Joachim Löw (no destaque, à dir.), da Alemanha, em Itu, interior paulista,
vistoriando hotel e campos. Acima, detalhe do saguão do CT do Atlético Paranaense

selo.jpg            pat.jpg