Em Cartaz

Amor e memória

Comparado a Vladimir Nabokov pelo estilo limpo e preciso, o escritor irlandês John Banville firmou-se como um dos nomes de peso da literatura britânica e sempre é cotado ao Nobel

Amor e memória

CARTAZ-02-IE-2281.jpg

Comparado a Vladimir Nabokov pelo estilo limpo e preciso, o escritor irlandês John Banville firmou-se como um dos nomes de peso da literatura britânica e sempre é cotado ao Nobel. Em “Luz Antiga” (Biblioteca Azul), ele prova por que é merecedor desses elogios ao narrar a história de um ator decadente cuja paixão por uma atriz que interpreta sua filha suicida o leva a amargas recordações de amores passados. O livro forma uma trilogia com “Eclipse” e “Shroud”, com lançamento previsto no Brasil.

Cartaz_Livro.jpg