Gente

Set de filmagem após derrota

Depois da derrota apoteótica para Chris Weidman, Anderson Silva pediu tempo. Quis se isolar com a mulher e os quatro filhos em Los Angeles, onde mora (foto)

Set de filmagem após derrota

GENTE-02-IE-2278.jpg

Depois da derrota apoteótica para Chris Weidman, Anderson Silva pediu tempo. Quis se isolar com a mulher e os quatro filhos em Los Angeles, onde mora (foto). Mas avisa: “O Spider continua e com mais motivação. Perdi uma luta. Não perdi meu legado. Chamou para a batalha, lá estarei.” O próximo round, contudo, é como ator. O lutador passará duas semanas gravando o filme “Até que a Sorte nos Separe 2”, de Roberto Santucci, com o ator Fernando Hassum e a atriz Danielle Winits. A estreia está prevista para dezembro. “Já estou a mil”, diz Anderson à coluna.

Brasil surpreso: “A surpresa é legítima. O Brasil me conhece de fato há um ano, quando a Globo passou a transmitir as lutas. Isso complica a compreensão do modo como lutei.” Preço da provocação: “Eu não desrespeitei ninguém. O próprio Weidman disse que não se sentiu desrespeitado. Se ele diz isso, não me importo com ninguém dizendo outra coisa. Só eu e ele sabemos como realmente foi.” Perdas: “Faz parte alguém perder para outro ganhar.” Projetos: “Começo a gravar o filme e, em seguida, um comercial no Japão. Depois, para me desligar, treino na academia. Lá é meu santuário.”

Balas
Depois do sucesso do evento promovido pelo Le Bon Marché em Paris, a rede francesa Manoprix se junta a Abest (Associação Brasileira de Estilistas) para mais um evento do Brasil na França. Sessenta de suas 140 lojas venderão em 2014, antes da Copa, peças de moda e design e iguarias gastronômicas made in Brazil.

O Brasil vai sediar, de 5 a 15 de novembro de 2015, o 35º Congresso Mundial de Teatro, promovido pelo ITI (Internacional Theatre Institute), reunindo 100 países e com a presença da diretora da Unesco Irina Bokova. O último foi na China e o próximo será no Azerbaijão, em 2014.